Portugal
Boavista empata em Guimarães com golo nos descontos
2019-08-18 20:40:00
Lucas marcou aos 90+4 minutos

Um cabeceamento certeiro de Lucas Tagliapietra, aos 90+4 minutos, garantiu hoje ao Boavista um empate ‘feliz’ no terreno do Vitória de Guimarães (1-1), em partida da segunda jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Com cinco triunfos nos primeiros cinco jogos oficiais da época, a turma vimaranense protagonizou uma entrada muito forte e adiantou-se no ‘marcador’ com um golo acrobático de Davidson, aos 16 minutos, mas a equipa ‘axadrezada’ ainda teve tempo para empatar, apesar de raramente ter incomodado o guarda-redes Miguel Silva ao longo da partida.

O primeiro golo sofrido na época 2019/20 custou os dois primeiros pontos da época aos minhotos, que se estrearam hoje na prova devida ao adiamento da primeira jornada, com o Rio Ave. Já os ‘axadrezados’ ocupam provisoriamente o terceiro lugar da I Liga, com quatro pontos, após o triunfo da primeira ronda sobre o Aves (2-1).

Mesmo com um meio-campo remodelado, fruto da entrada de André Almeida para a posição do lesionado Joseph, a turma vimaranense comprovou no primeiro quarto de hora o bom momento que atravessa, ‘prendendo’ o adversário no seu meio-campo com trocas de bola rápidas e precisas, que acabaram por culminar no golo inaugural.

Depois de ter cabeceado ao lado na primeira ocasião, aos quatro minutos, e de ter visto Alexandre Guedes falhar o golo por centímetros, após assistência sua, aos 12, Davidson recebeu um passe longo de Tapsoba no interior da área e desferiu um remate acrobático bem colocado, com Bracali a tocar ainda na bola.

Depois do triunfo sobre o Aves (2-1), na primeira jornada, o Boavista apareceu em Guimarães com duas novidades no ‘onze’ - Lucas e Heriberto, que se juntou no ataque a Yusupha -, mas a reação à desvantagem foi quase inexistente, à exceção de um lance em que Florent corrigiu um erro do guardião Miguel Silva para impedir Heriberto de empatar, aos 26 minutos.

Até ao intervalo, o ritmo do encontro abrandou, com a turma vitoriana a manter o controlo das operações e a tentar o segundo golo num remate de longe de Pepê, ligeiramente por cima, aos 40 minutos.

A formação do Porto subiu no terreno após o intervalo e passou a jogar mais tempo no meio campo contrário, mas sem conseguir ultrapassar a defesa vitoriana, bem organizada e ‘autoritária’ nas bolas divididas e aéreas.

Apesar do menor volume ofensivo face à primeira parte, os anfitriões mostraram-se, ainda assim, capazes de desequilibrar a retaguarda ‘axadrezada’, como aconteceu ao minuto 55, quando Alexandre Guedes atirou por cima, na sequência de uma combinação de Rochinha e Pepê.

A partida perdeu ritmo, com o Vitória a controlar a partida já em quebra física e a ver um golo anulado a João Carlos Teixeira por fora de jogo, aos 81 minutos, e o Boavista a criar perigo num remate de longe de Rafael Costa (88 minutos), antes de empatar nos últimos segundos por Lucas, em resposta a um livre de Bueno.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa