Portugal
“Benfica será sempre um agente promotor e entusiástico do ecletismo em Portugal”
2020-05-21 16:00:00
Encarnados referem que o clube "nunca deixará de de assumir o seu papel fundamental no desenvolvimento do desporto"

Na sua newsletter diária, o Benfica indica que a aposta nas modalidades será para manter, após Domingos Almeida Lima, vice-presidente das águias, admitir que haverá uma “reestruturação orçamental” nos restantes desportos do clube.

O clube encarnado garante que continuará a ser “um agente entusiástico” do ecletismo e que quer lutar por títulos, apesar dos “inevitáveis acertos orçamentais” feitos numa situação “que não tem paralelo”.

“O Sport Lisboa e Benfica será sempre um agente promotor e entusiástico do ecletismo e nunca deixará de assumir o seu papel fundamental no desenvolvimento do desporto no nosso país. E queremos continuar a lutar por títulos e a ganhá-los, não obstante os inevitáveis acertos orçamentais”, afirmou o Benfica.

Admitindo que manter a competitividade das várias equipas nas modalidades será um desafio, o emblema liderado por Luís Filipe Vieira assegura que este novo momento será enfrentado com “ambição e convicção”.

Ao mesmo tempo, o Benfica refere que essa competitividade não irá hipotecar o futuro das modalidades do clube.

“Manter a elevada competitividade das nossas equipas será o grande desafio, ao qual nos lançamos com entusiasmo, ambição e a convicção de que o faremos, porém conscientes de que os compromissos assumidos terão sempre de ser cumpridos e de que não devemos, nem podemos hipotecar o futuro”, assumem.

As águias recordam que sempre apoiaram a retoma dos campeonatos nas restantes modalidades, enquanto se aguardava pelas decisões das Federações das modalidades em questão, as águias reafirmam que acatou a decisão, mesmo sabendo que era forte candidato “a conquistar quatro dos cinco campeonatos em disputa”.

Recorde-se que, em finais de abril, as competições nacionais de voleibol, basquetebol, hóquei em patins e andebol foram dadas como canceladas, devido à pandemia da covid-19.

Tags: