Portugal
Benfica gastou 16,5 milhões de euros em Castillo, Conti e Ferreyra
Mauro
2018-06-29 19:40:00
No total, já saíram mais de 20 milhões de euros dos cofres da Luz neste mercado

O Benfica já gastou 21,1 milhões de euros nos reforços que chegaram para 2018/19, de acordo com a informação enviada pelo clube à CMVM no prospeto de oferta pública de subscrição.

As contratações de Castillo, Conti e Ferreyra justificaram um investimento de mais de 16 milhões de euros, com o primeiro a custar 7,8 milhões de euros ao Pumas, o segundo a exigir uma compensação de 4,7 milhões de euros ao Colón e o terceiro a chegar como jogador livre, mas a custar quatro milhões de euros em "encargos com serviços de intermediação e o prémio de assinatura do jogador".

Sabe-se também agora que Raúl Jiménez, que foi emprestado ao Wolverhampton WFC, renovou até 2021 e que João Carvalho, vendido ao Nottingham Forest, foi vendido por 15 milhões de euros, dos quais o Benfica recebeu 12,624 milhões de euros (os restantes foram gastos em serviços de intermediação e outras alíneas). Já André Horta, que rumou ao Los Angeles FC, rendeu mais de cinco milhões de euros aos cofres das águias.