Portugal
Benfica cai na Youth League após derrota com Montpellier
2019-02-20 17:05:00
Águias ainda estiveram a vencer

O Benfica, muito perdulário na hora de finalizar, como na fase de grupos, falhou hoje o acesso aos oitavos de final da UEFA Youth League em futebol, ao perder por 2-1 no reduto dos franceses do Montpellier.

Os ‘encarnados’ criaram as melhores ocasiões na primeira parte, por José Gomes (19 minutos) e Tiago Dantas (27), mas, ainda assim, acabaram por adiantar-se no marcador, por intermédio de Tiago Gouveia, no início da segunda (56).

Depois, com espaço, o ‘onze’ de Renato Paiva teve várias oportunidades para ‘acabar’ com o jogo, com destaque para mais uma de José Gomes (67), mas não o conseguiu e os gauleses deram a volta ao resultado, por Clément Vidal (72) e Amir Adouyev (80).

Pela segunda época consecutiva, o Benfica, que na fase de grupos teve Florentino e Jota, agora na equipa principal, falhou os ‘oitavos’, deixando o FC Porto, vencedor do Grupo D, como único representante luso.

Mais adaptado a um relvado seco e em más condições, o Montpellier entrou melhor e construiu a primeira ocasião, com Ammour, em excelente posição, à entrada da pequena área, a atirar por cima, aos quatro minutos.

Adouyev ameaçou, depois, aos 17 minutos, de cabeça, após um livre, mas, a partir daí, o Benfica, que já tinha ensaiado um remate perigoso, por Nuno Santos, aos seis, melhorou e teve as duas melhores oportunidades da primeira parte.

Servido por Úmaro Embaló, José Gomes ficou na ‘cara’ de Ichalalen, aos 19 minutos, mas o seu remate acabou intercetado pelo capitão Vidal e, aos 27, após centro da esquerda de Nuno Tavares, Tiago Dantas atirou, incrivelmente, por cima da barra.

Até ao intervalo, o Benfica foi sempre mais incisivo, mas não criou mais nenhuma ocasião flagrante, enquanto, do outro lado, o guarda-redes Celton Biai mostrou atenção a remates de Ammour e Vercruysse.

O segundo tempo começou equilibrado, mas longe das balizas, até que, um pouco do nada, aos 56 minutos, Tiago Gouveia trabalhou bem sobre dois defesas, após passe de José Gomes, e atirou cruzado e rasteiro, na área, batendo Ichalalen.

A perder, o Montpellier passou a arriscar mais e, em contra-ataque, o Benfica criou várias ocasiões para chegar ao segundo golo, só que Nuno Tavares (59 e 66) e, especialmente, José Gomes (67 e 70) não mostraram pontaria.

Os ‘encarnados’ não ‘fecharam’ o encontro e, aos 72 minutos, os franceses, na primeira chegada à baliza na segunda parte, marcaram, pelo capitão Vidal, de cabeça, na sequência de um livre na direita de Vercruysse.

O jogo não mudou de rumo, mas, aos 78 minutos, os gauleses voltaram a marcar, desta vez após uma perda de bola do Benfica a sair para o ataque: Robert centrou da esquerda, Kasongo amorteceu e Adouyev bateu o desamparado Celton Biai.

Na parte final, a formação de Renato Paiva ainda tentou chegar ao empate e forçar os penáltis, mas, sem grande discernimento, não logrou criar uma verdadeira ocasião e, do outro lado, Celton Biai ainda teve de se aplicar para deter um remate de Robert.

Sê o primeiro a comentar: