Portugal
Belenenses SAD ganha ao Marítimo na estreia de Pedro Ribeiro
2019-09-15 18:05:00
Vitória por 3-1

O Belenenses SAD somou hoje o primeiro triunfo da temporada, na estreia de Pedro Ribeiro, ao ganhar no terreno do Marítimo, por 3-1, em jogo da quinta jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Com o novo treinador, que sucedeu a Silas, os ‘azuis' marcaram os três golos na sequência de bolas paradas, com André Santos (10 minutos), Kikas (45) e André Sousa (79) a fazerem os golos, tirando a equipa da zona de despromoção e colocando-a no 12.º lugar, com cinco pontos.

Já o Marítimo, que marcou por Marcelinho, aos 47 minutos, continua sem conseguir vencer em casa, tendo perdido pela segunda vez seguida nos Barreiros, e mantém os quatro pontos, no 14.º lugar.

O sinal mais inicial dos visitantes foi coroado, aos 10 minutos, com o primeiro golo da época, favorito a golo da jornada e candidato a golo da época, num canto direto de André Santos, que surpreendeu todos, sobretudo ao guarda-redes Charles.

O Marítimo mostrava falta de criatividade e de organização e o melhor que conseguiu na primeira parte surgiu de uma interceção do internacional japonês Daizen Maeda, que rematou ao lado, à passagem do minuto 13.

A formação lisboeta continuou melhor no jogo e, no espaço de dois minutos, ficou perto de voltar a marcar, em ambas as ocasiões por André Santos. O médio acertou no poste, aos 35, e esteve à beira de novo golo ‘olímpico', aos 36.

A insistência foi coroada ao minuto 45, novamente na sequência de um canto de André Santos, no qual Charles afastou, Matija voltou a colocar a bola na grande área e Kikas finalizou de cabeça.

O intervalo fez bem ao Marítimo, pois, logo aos 47 minutos, Marcelinho conseguiu reduzir, ao concluir uma jogada iniciada em René Santos e com assistência de Nanu.

Os assobios dos adeptos ‘verde rubros' na primeira parte passaram a palmas e cânticos, com grande parte da ação de jogo a acontecer no meio-campo do Belenenses SAD, embora com dificuldade em criar oportunidades de golo, a melhor das quais num cabeceamento de Daizen Maeda, aos 75 minutos.

No entanto, acabou por ser feliz a turma de Pedro Ribeiro, uma vez mais de bola parada, aos 79 minutos, desta vez num livre direto de André Sousa, que colocou a bola no canto superior direito da baliza de Charles.

Os insulares não conseguiram alterar o resultado e os apoiantes maritimistas terminaram a partida com assobios, lenços brancos e pedidos de demissão ao presidente Carlos Pereira.

.