Portugal
"Assédio por Tabata é enorme"
2019-06-05 14:20:00
Theodoro Fonseca adianta que o Portimonense ainda 'vive' da transferência de Nakajima

Theodoro Fonseca, o principal acionista da SAD do Portimonense, garantiu que o clube está de boa saúde graças à venda de Nakajima e que, por isso, vai tentar manter Bruno Tabata, "um fora de série", e Jackson Martínez.

As declarações foram feitas numa entrevista ao Goal, a propósito do Portimonense ser o clube com mais jogadores na seleção olímpica do Brasil (a disputar o Torneio de Toulon), a par de Corinthians.

Foram convocados Lucas Fernandes e Bruno Tabata, com este último a sofrer "um assédio enorme", tendo o Portimonense rejeitado uma oferta do Palmeiras.

"É um fora de série. Passou por cima de diversos problemas familiares e está pronto para qualquer desafio profissional. Tivemos agora uma proposta do Palmeiras, rejeitada, pois o jogador não pretende regressar ao Brasil", adiantou Theodoro Fonseca.

Ao contrário da grande generalidade dos clubes, o Portimonense "não precisa vender mais ninguém", pois em janeiro transferiu Shoya Nakajima praa o Al Duhail (Qatar) por 35 milhões de euros (dados do Transfermarkt).

"A transferência de Nakajima alimenta o nosso projeto por pelo menos dez anos", garantiu o acionista.

Assim, o Portimonense pretende "manter os principais jogadores do plantel", todos com "cláusulas de rescisão altas", entre os 30 e os 40 milhões de euros.

"Mesmo assim, não posso garantir a continuidade de ninguém", avisou.

Theodoro Fonseca falou ainda de Jacson Martínez, "recuperado" pelo Portimonense após dois anos sem jogar, devido a uma lesão grave.

"Falaram que tínhamos contratado um aleijado, um velho, e que queríamos apenas fazer publicidade. Felizmente, ele casou bem com o nosso lema, vencer sempre, perder talvez e desistir jamais. A superação dele foi enorme, além de ter sido fundamental para os jogadores mais novos", elogiou o responsável, aditando que o ponta de lança colombiano era o que faltava para o Portimonense "atingir um nível internacional".

"Já conversámos e quero que ele fique connosco mais dois ou três e depois seja embaixador do Portimonense pelo mundo. No entanto, há clubes do da Austrália e do México, assim como o Santos, do Brasil, interessados nele", continuou.

O principal acionista explicou ainda a missão da SAD, cujo projeto é assumidamente "inspirado no São Paulo".

"O São Paulo é o nosso exemplo, com um toque de disciplina japonesa. Gosto de lapidar jogadores novos", concluiu.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa
Tags: