Portugal
Arouca fecha portas e avança para rescisão coletiva do plantel após descer
2019-05-21 12:40:00
Administração pede insolvência e avança para a rescisão coletiva

O Arouca, que há duas épocas atrás pisava os palcos da Liga Europa, fechou as portas do estádio aos jogadores, depois de confirmada a descida ao Campeonato de Portugal. A administração decidiu avançar com o pedido de insolvência e rescisão coletiva dos contratos de trabalho.

De acordo com o jornal 'O Jogo', nesta terça-feira, os jogadores apresentaram-se para treinar e 'deram com o nariz na porta', dado que não estavam lá outros funcionários nem foram informados sobre a situação.

O Sindicado dos Jogadores de Futebol Profissional foi contactado e informou os jogadores que, até indicação em contrário, têm de se apresentar diariamente no local de trabalho.

Alguns atletas optaram por treinar no pavilhão municipal na região da serra da Freita, que recentemente viu o seu clube fazer história.

Na época 2016/17, o Arouca disputou a Liga Europa, tendo defrontado os holandeses do Heracles Almelo e os gregos do Olympiacos nas fases de apuramento. Nessa época desceram de divisão com os mesmos pontos que o Tondela e em igualdade no confronto direto com os beirões. Acabaram por descer pela diferença entre golos marcados e sofridos.

Agora a realidade é bem diferente para os arouquenses.

Sê o primeiro a comentar:
Tags: