Portugal
"Antes dizia-se que era impossível vencer o campeonato com a formação"
2019-11-08 13:45:00
Técnico destaca que o clube segue uma "filosofia"

Bruno Lage não quis responder às críticas sobre a forma como tem lançado vários jovens da formação na Liga dos Campeões mas, no lançamento do duelo contra o Santa Clara, para a Liga portuguesa, lembrou que "há muitos anos atrás dizia-se que era impossível vencer o campeonato com a formação".

"O Benfica tem provado isso. O passo seguinte é termos a capacidade de fazer competições europeias à dimensão do clube, mas seguindo uma filosofia", referiu, dizendo que espera que o Benfica tenha "capacidade para segurar os melhores jogadores da formação".

"Seguramente nos próximos oitavos de final, seis desses jogadores estarão lá. Quando a situação financeira estiver estabelecida, conseguiremos segurar os jogadores."

O treinador dos encarnados referiu ainda que "as pessoas que lideram o Benfica acreditam que esta é a estratégia". "Nós, independentemente dos resultados, não podemos fugir dela."

Aos jornalistas, nesta sexta-feira, Bruno Lage falou ainda do rendimento da equipa que "não tem sido brilhante". "Temos que ter consciência disso, mas é um caminho que temos que fazer. Jogar sete jogos em 21, 22 ou 23 dias e depois ter uma paragem para seleções, nem sempre permite ter uma dinâmica coletiva."

Bruno Lage avança para a próxima jornada do campeonato sem pensar no recente desaire na Liga dos Campeões. O técnico assegurou que não quer olhar para trás e diz que o foco da equipa está apenas no presente e no futuro.

"Não podemos olhar para trás e pensar no que perdemos ou ganhámos. É fechar um jogo, fazer a análise do jogo e olhar para o adversário, com os seus pontos fortes e as oportunidades que nos dão para ter espaços", salientou o treinador do Benfica, que assumiu ainda o desejo de terminar este ciclo de jogos na liderança do campeonato.

"Temos que estar preparados para todas as eventualidades, para terminar este ciclo de sete jogos líderes do campeonato", revelou o técnico das águias, esperando um duelo "difícil" frente à turma insular.

"Vamos jogar contra uma equipa bem trabalhada pelo João Henriques, que tem apresentado um bom futebol, com vitórias. É uma equipa que domina dois sistemas muito bem. Poderemos ter que jogar contra mais uma linha de cinco."

Sobre a lesão do defesa Ferro, que teve de ser substituído em Lyon depois de um choque com Vlachodimos e Dembelé que o deixou sem sentidos, o treinador do campeão nacional revelou que o central integrará a comitiva ‘encarnada’.

“O Ferro vai seguir viagem. Foi mais o susto, mas vamos perceber em que condições está. Se estiver a 100% poderá jogar, caso contrário temos Jardel”, explicou o técnico.

O Benfica, líder da I Liga, com 27 pontos, defronta no sábado o Santa Clara, oitavo colocado, com 13, no Estádio de São Miguel, a partir das 17:00 (18:00 em Lisboa), em jogo da 11.ª jornada da prova.