Portugal
André Horta estranhou ser ultrapassado por Filipe Augusto
Redação Bancada
2018-05-16 15:45:00
O médio português, que se transferiu para o Los Angeles FC, dos Estados Unidos, explicou ainda a opção de ir para a MLS.

André Horta, ex-jogador do Benfica, assume que, na passagem pelos encarnados, teve concorrentes que lhe dificultaram a vida, mas diferencia-os. “O único problema no Benfica, no ano passado, e digo-o com um sorriso de felicidade porque é um problema bom, foi um senhor chamado Pizzi, que fez uma super-época”, começou por dizer, a “A Bola”, acrescentando: “Na altura em que passei para terceira opção com a chegada do Filipe Augusto, não posso dizer que percebi bem essa opção. Até pensei que estava a fazer algo errado”.

O médio português, que se transferiu para o Los Angeles FC, dos Estados Unidos, explicou a opção de ir para a MLS. “Não me deixei levar pelo dinheiro, até porque não sou assim. Foi um projeto muito aliciante que surgiu numa altura em que jogava menos. Um clube novo, estádio novo, centro de treinos novo e condições top, ao estilo americano (…) senti que era o momento de experimentar algo novo e que a mudança, nesta idade, seria melhor que a perspetiva de uma reforma antecipada na MLS aos 33 ou 34 anos. Sinto que vou evoluir como homem e como jogador, porque é uma liga em ascensão e conta com grandes futebolistas. Voltarei mais maduro”.

Sê o primeiro a comentar: