Portugal
Académico de Viseu empata em Mafra com dois autogolos de Ventosa
2019-03-16 17:15:00
Partida terminou com igualdade a dois no marcador

Mafra e Académico de Viseu empataram hoje 2-2, em jogo da 26.ª jornada da II Liga de futebol, com a equipa da casa a marcar todos os golos do encontro, inclusive os do Académico, com dois autogolos de Ventosa.

Rúben Freitas abriu o marcador para o Mafra logo aos 06 minutos, mas, no início da segunda parte, dois golos na própria baliza de Ventosa deram vantagem ao Académico de Viseu. Já dentro do quarto de hora final, ao minuto 76, Harramiz colocou o resultado final em 2-2.

Com este resultado, o Mafra, com 35 pontos, leva já sete jogos sem ganhar na competição e a última vitória foi ainda com Filipe Martins, treinador que saiu para orientar o Feirense, da I Liga. Já o Académico de Viseu, que soma agora 28 pontos, mantém-se nos lugares de despromoção.

Começou melhor o Académico de Viseu, que logo nos minutos iniciais dispôs de duas ocasiões para inaugurar o marcador. Primeiro num livre na direita, e depois num pontapé de canto, os avançados do Académico não conseguiram acertar com o alvo.

O Mafra acertou as marcações e na primeira vez que explorou o contra-ataque abriu o ativo: na sequência de um lance na sua área, em que a equipa de Viseu ficou a pedir penálti, o Mafra saiu rápido para o ataque, Bruno obrigou ao erro dos defesas e Rúben Freitas fez o resto, contornando o guarda-redes e atirando para a baliza deserta.

Mais oportunidades de golo só depois da meia hora e ambas por Harramiz. Aos 31, o remate do avançado do Mafra foi cortado em cima da linha e, aos 35, o jogador de São Tomé e Príncipe atirou por cima da barra, após uma assistência milimétrica de Rúben Freitas.

Já a fechar o primeiro tempo, o Académico de Viseu podia ter chegado ao empate por João Mário, num remate que acabou prensado no central do Mafra e se encaminhou para a linha de fundo.

À semelhança do primeiro tempo, o Académico voltou a entrar melhor na segunda parte e Nsor esteve perto do empate, que chegou na sequência do canto com que terminou essa jogada, com Ventosa, ao primeiro poste, num desvio infeliz, a fazer um autogolo.

O Académico galvanizou-se e viveu o seu melhor período no encontro, com Luisinho, no flanco direito, a criar vários lances que puseram em sobressalto os mafrenses. Numa dessas investidas, o extremo da formação de Viseu cruzou tenso, Nsor chegou ligeiramente atrasado, mas uma atrapalhação entre Ventosa e Nuno Silva acabou por encaminhar a bola para a baliza.

Atordoado pela ‘cambalhota’ no marcado, o Mafra demorou a reagir e foi o Académico a estar perto do 3-1. Nsor voltou a chegar atrasado para a finalização e o Mafra reagiu na jogada seguinte: depois de contornar vários defesas, Bruno assistiu Ruca na esquerda, o lateral centrou tenso para a pequena área e Harramiz disparou para grande defesa de Janota, que contudo nada pôde fazer na recarga do avançado, que com um pontapé acrobático fez o empate a duas bolas.

Até final, o Mafra apostou tudo em voltar à vantagem, foi a única equipa a mostrar-se inconformada com o empate, mas Janota susteve o ímpeto dos avançados da casa, mantendo o resultado em 2-2.

Sê o primeiro a comentar: