Portugal
Académica regressa às vitórias ao impor-se ao Casa Pia
2019-12-08 17:20:00
Triunfo por 3-1

A Académica regressou hoje às vitórias na II Liga de futebol, ao impor-se na receção ao Casa Pia por 3-1, num jogo da 12.ª jornada em que Barnes Osei esteve em destaque, a apontar dois golos.

Depois de quatro derrotas seguidas, uma das quais para a Taça de Portugal, a ‘briosa’ somou a primeira vitória sob o comando técnico de João Carlos Pereira, que, em 18 de novembro, substituiu César Peixoto.

Num jogo de ‘aflitos’, os golos dos ‘estudantes’ foram apontados por Marcos Paulo, aos cinco minutos, e Barnes Osei (63 e 67 minutos), tendo o Casa Pia ainda empatado a partida, aos oito, por Kenidy.

A equipa de Coimbra entrou muito bem no jogo e logo aos dois minutos Barnes Osei deu o primeiro sinal de perigo, e, dois minutos depois, o avançado Derik atirou à trave.

O golo dos ‘estudantes’ surgiu pouco depois, aos cinco minutos, numa jogada em que Mauro Cerqueira foi à linha de fundo, do lado esquerdo, e cruzou para Marcos Paulo ‘fuzilar’ as redes do Casa Pia.

A Académica não segurou a vantagem por muito tempo, pois, aos oito minutos, Jean desmarcou-se na esquerda, numa jogada muito contestada, acompanhado por Kenidy, que igualou a partida.

Antes do intervalo, aos 41 minutos, Silvério poderia ter desfeito o empate, na marcação de um pontapé de canto, mas o remate saiu ao lado da baliza.

No segundo tempo, a Académica intensificou a pressão sobre o adversário e chegou à vantagem aos 63 minutos, por Barnes Osei, que, na pequena área, só teve de ‘encostar’, após o cruzamento de Traquina na esquerda.

Aos 68 minutos, o ganês da Académica ‘bisou’ e fez o 3-1, num remate de fora de área, cuja colocação deixou o guarda-redes adversário sem reação.

A ‘briosa’ ainda podia ter aumentado a vantagem aos 85 minutos, num chapéu de Traquina, que levou a bola a rasar o poste da baliza contrária.

Com este resultado, os ‘estudantes’ sobem provisoriamente ao 15.º posto da classificação, com 12 pontos, enquanto o Casa Pia é 17.º e penúltimo, com sete, os mesmos do lanterna-vermelha Cova da Piedade.