Portugal
"A Seleção é a minha casa. Quero voltar", diz Ronaldo
2019-03-12 14:35:00
Português sente "falta" de jogar pelas quinas e explica ausência recente

Capitão da Seleção Nacional, Cristiano Ronaldo diz sentir saudades de envergar as quinas ao peito e promete regressar em breve ao lote de escolhas de Fernando Santos.

"Nos próximos jogos espero dar o meu contributo à Seleção, porque também sinto falta. É a minha casa e por isso quero ajudar Portugal a qualificar-se [para o Euro'2020]", adiantou Cristiano Ronaldo, em declarações à DAZN, plataforma de transmissão de eventos desportivos, da qual é embaixador.

O português falou ainda pela primeira vez da sua ausência da Seleção nos últimos jogos e explicou que tudo se deveu à mudança para Itália.

"Tive uma conversa com o meu treinador, com o presidente também, e senti que era o momento de paragem na seleção. Era um país novo, com uma cultura diferente. Tive uma mudança grande, com a minha família e os meus filhos. Queria assentar um pouco, treinar, concentrar-me para poder começar bem no clube. Agora já estou habituado à Liga italiana, à própria cultura."

Nesta entrevista, CR7 falou ainda sobre as diferenças entre La Liga e a Serie A, onde agora alinha ao serviço da Juventus.

"As coisas têm corrido bem, mas na Liga italiana é mais difícil marcar que na Liga espanhola. A liga espanhola é muito mais aberta, as equipas arriscam mais, aqui não tanto. Aqui a prioridade é defender bem, depois atacar, em Espanha não é assim – é jogo aberto, sempre, em quase todas as equipas. E a liga inglesa também. A liga italiana é a mais difícil para fazer golos."

Após várias épocas em Madrid, Ronaldo e o Real separaram-se mas Cristiano não guarda saudades da capital espanhola.

"Não sinto falta nem de Espanha nem de Portugal, as coisas são como são. Obviamente deixei muitos amigos, deixei um grande clube… deixei um clube que me deu carinho, pessoas, amigos. Mas falta do país não, porque tudo o que tinha lá tenho aqui. Tem sido tudo muito intenso, diferente, mas a minha adaptação tem corrido bem e estou feliz".

Sê o primeiro a comentar: