Portugal
"A polémica está nos olhos de quem tem maldade e desconfiança", diz ex-árbitro
2020-05-21 14:15:00
Viagens dos árbitros no mesmo avião que adversários do Marítimo

Marco Ferreira, antigo árbitro do primeiro escalão natural da Madeira, não percebe toda a polémica por causa da ideia de colocar as equipas de arbitragem a voar na mesma aeronave que os adversários do Marítimo, no contexto da pandemia.

"Para ser sincero, nos 20 anos em que estive na arbitragem sempre foi assim. Nunca houve nenhum cuidado acrescido por parte da Liga nem da FPF para salvaguardar essa situação de proteger os árbitros de viajarem com as equipas. Sempre aconteceu. Não entendo a polémica atual", referiu o ex-árbitro, em declarações à TSF.

"Se a própria Liga ou a FPF não tivessem informado dessa situação nada se iria passar porque sempre foi habitual", acrescentou o ex-árbitro, dizendo que as equipas que vão dirigir os jogos têm de estar preparadas para os encontros e para a pressão.

Numa altura em que o também ex-árbitro Pedro Henriques ter defendido que o clima de tensão e suspeição poderá aumentar face a esta ideia, Marco Ferreira admite que "não vai ser uma viagem de uma hora e meia ou duas horas de avião que vai influenciar."

"Agora tem que ver com a forma de como as pessoas olham para esta situação. A polémica está nos olhos de quem tem maldade e desconfiança. Para os árbitros é uma situação perfeitamente normal."

Seja como for, Marco Ferreira entende que se for para criar um clima menos tenso, o Conselho de Arbitragem (CA) pode colocar juntamente com as equipas de arbitragem alguém da sua confiança.

"O Conselho de Arbitragem é muito grande, tem muita gente. Um elemento do CA poderia acompanhar e salvaguardar alguma desconfiança".

Fonte do Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), ao jornal A Bola, já fez saber que o ruído se deve ao facto de, sobretudo, o Benfica ter de jogar no Estádio dos Barreiros.