Portugal
A história do BMW azul: Fernando Mendes tinha ido a uma reunião e pediu desculpa
2018-05-19 09:50:00
Nuno Torres diz ainda que Fernando Mendes pediu desculpa a Jorge Jesus, apesar de não saber o motivo.

Nuno Torres, condutor do já famoso BMW azul, que entrou na Academia de Alcochete pouco depois dos incidentes da passada terça-feira, diz que, nessa tarde, foi convidado por Fernando Mendes, ex-líder da Juventude Leonina, para uma reunião com Jorge Jesus, a equipa técnica e os capitães. Um convite pelo qual diz ter-se sentido lisonjeado. Recorde-se que Nuno Torres entrou na Academia para dar boleia a Fernando Mendes, minutos depois dos incidentes.

Em declarações à SIC, explica que esperavam lá ir para "receber um pedido de desculpas formal depois do jogo da Madeira". Nuno Torres garante ainda que não entrou encapuzado e que, mais tarde, quando entrou com o BMW, foi totalmente autorizado. Nuno Torres diz ainda que Fernando Mendes pediu desculpa a Jorge Jesus, apesar de não saber o motivo do pedido de desculpa.

Segundo as declarações de Nuno Torres, a constituição dos episódios seguem uma cronologia como esta:

- É convocada uma reunião com Jorge Jesus, a equipa técnica e os capitães. Fernando Mendes estaria presente, bem como Nuno Torres.
- Nuno Torres estaciona o carro no Montijo e segue, depois, noutro, que deixa próximo da Academia.
- Cerca de 60 adeptos entram na Academia. Iam para uma reunião, mas entram encapuzados. Nuno Torres está lá, também a pé, mas garante que não ia de cara tapada.
- Depois das agressões, os adeptos abandonam o local. Ficam apenas Fernando Mendes e mais três elementos.
- Nuno Torres regressa à Academia, cerca de duas horas depois, no BMW azul. Ninguém lhe condiciona a entrada. "Já lá estava a matrícula registada. Não sei quem deu autorização", garante.
- Poucos minutos depois, o BMW sai. Lá dentro seguiam Nuno Torres, Fernando Mendes e os outros elementos da claque ainda presentes no local.

Sê o primeiro a comentar: