Portugal
"A equipa tem de ser responsabilizada como um todo, comigo à cabeça"
2019-05-12 21:35:00
Nacional foi hoje despromovido à II Liga

Em conferência de imprensa após a derrota sofrida perante o FC Porto, Costinha, técnico do Nacional, assumiu a responsabilidade pela descisão de divisão e garante que vai fazer o balanço com o presidente e os restantes responsáveis do clube. 

"A equipa tem de ser responsabilizada como um todo, comigo à cabeça. Em Chaves, tivemos a primeira oportunidade, que não fizemos, e depois sofremos dois golos. Aquilo que se passou neste jogo na primeira parte, depois do lance do Riascos, é consequência daquilo que foi a época, porque em termos mentais, não fomos suficientemente fortes para aguentar a pressão de ter de lutar pelos pontos. No período onde estivemos mais fortes e conseguimos vitórias, que nos deram 19 pontos na primeira volta, duas jornadas depois, do ‘onze’ base que estava a jogar, cinco foram para a enfermaria", começou por dizer. 

"Fico triste pela descida, porque o clube tem condições e desde o primeiro minuto deu tudo à equipa técnica. Não falhou com nada e é um clube cumpridor e são pessoas responsáveis. Agora, o balanço farei com o presidente Rui Alves e os responsáveis, e direi de minha justiça aquilo que falhou, para esta não ter sido uma época tão boa. Mas, a minha equipa esta temporada ficou muito penalizada, após o jogo de Guimarães, na primeira jornada, onde depois de termos um ‘onze’ sólido, não o conseguimos manter por muito tempo, porque as lesões apareceram e as lesões traumáticas às vezes duram mais tempo daquilo que é esperado", acrescentou. 

"Ainda ninguém me comunicou o contrário, por isso acho que vou ao jogo com o Belenenses. O balneário está triste, como estamos todos nós e os adeptos. Ninguém no seu perfeito juízo poderia pensar que era isto que nós desejávamos. Mas, infelizmente, tocou ao Nacional a descida", rematou. 

Sê o primeiro a comentar: