Portugal
"A competição já está desvirtuada", avisa Cajuda
2020-03-24 17:00:00
Treinador do Leixões preocupado com cenário provocado pela pandemia

Manuel Cajuda entende que independentemente do que vier a acontecer com a pandemia Covid-19, "a competição já está desvirtuada".

Em entrevista à 'Renascença', Cajuda lembra o que alguns clubes têm feito para que os jogadores possam manter a forma mas destaca que isso não acontece com todos.

"Há clubes que conseguem pôr passadeiras em casa dos jogadores há outros que vivem em quartos um 'pouquinho mais coisos'", em casas mais modestas onde a convivência familiar se faz num espaço muito mais condicionado", detalha o treinador do Leixões.

Quando as competições forem retomadas, Cajuda diz que é preciso perceber que a qualidade do futebol irá ser diferente.

"Teremos de compreender que jogar de três em três dias, depois de uma paragem que vai ser de praticamente um mês, não vai haver qualidade".

Manuel Cajuda revela ainda preocupação com o estado em que a pandemia poderá influenciar o regresso à competição e deixa um exemplo de uma eventual ida a Faro.

"Vamos meter 40 pessoas dentro de um autocarro? Vamos ficar instalados num hotel, em que não se sabe as condições em que as coisas estão?"

Numa altura em que seria necessário "comprar tempo", Cajuda entende que esta pandemia "mata o mais pobre e o mais rico".

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 386 mil pessoas em todo o mundo, das quais cerca de 17.000 morreram.

Em Portugal, há 33 mortos e 2362 infetados confirmados. Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.