Revista de Imprensa
O triunfo da "união" e "retoma" para sacudir a crise
Fernando Gamito
2018-12-06 09:15:00
Os principais temas que marcam a atualidade futebolística na manhã desta quinta-feira.

O triunfo do Benfica sobre o FC Paços de Ferreira (2-0), na noite de ontem, para a fase de grupos da Taça da Liga, está em destaque nas principais publicações desportivas nesta quinta-feira. No Bancada, o jornalista António José Oliveira esteve atento ao encontro e viu João Félix e Seferovic terem “a luz que faltou à equipa”. “Unidos pelo golo”, escreveu o jornal A Bola na manchete de hoje, com o Record a assinalar a segunda vitória dos encarnados pós-crise, com a fase da “retoma a avançar”.

Nas reações à partida, Rui Vitória destacou o número de jovens da formação das águias que foram lançados no duelo com a equipa do segundo escalão. Vítor Oliveira, treinador dos pacenses, não ficou agradado com a arbitragem do encontro e considerou que os dois golos do Benfica nasceram de infrações.

No FC Porto, um dos destaques da temporada tem sido Éder Militão e o empresário do jovem central brasileiro já veio dar conta de que a ida para o Dragão foi uma aposta ganha e acredita que o defesa “vai valorizar tanto como Casemiro”. Ulisses Jorge esteve à conversa com o jornal O Jogo. Os azuis e brancos voltam a jogar já na sexta-feira, com a receção ao Portimonense, na abertura da 12.ª jornada da Primeira Liga. António Folha, treinador dos algarvios, já anteviu a partida, ao realçar que este é “o melhor FC Porto da época” e que “será difícil roubar-lhe pontos”.

No Sporting, todos parecem remar para o mesmo lado, com o treinador e o presidente a terem deixado algumas palavras sobre o clube na quarta-feira. Marcel Keizer, que tem efetuado um arranque cem por cento vitorioso no comando técnico da equipa, destacou que “o Sporting é um grande clube, não só no futebol”. Já Frederico Varandas, por seu turno, realçou que esta é uma “nova fase, de dinamismo, união e vitalidade”.

Por cá, o Bancada deu-lhe a conhecer a história de Ralph Hasenhüttl, novo treinador do Southampton, mais precisamente “o artista do futebol que se cansou de fazer história na Alemanha”. Por falar em técnicos, Fernando Valente é o mais recente timoneiro do Varzim e a Póvoa recebe, desta forma, “um idealista com marca de autor”. Do segundo para o principal escalão, o Belenenses SAD apresenta um registo fora de portas no campeonato que tem dado que falar.

Sê o primeiro a comentar: