Revista de Imprensa
A saída de Paulo Gonçalves do Benfica e o ataque aos rivais
Sérgio Cavaleiro
2018-09-14 09:25:00
A imprensa desportiva desta sexta-feira avança que Luís Filipe Vieira e o assessor jurídico concordaram com a saída

O ambiente está de cortar à faca no futebol português. Há muito que se pedia por cá que a justiça tivesse mão mais pesada no futebol e sobre tudo o que gravita ao seu redor. Mas os que reclamavam pelo fim da impunidade são agora os mesmos que batem o pé já que são eles os castigados. Em Portugal a lógica que impera é a de que deve haver castigos e punições desde que sejam os outros. A malha parece estar a apertar e é bom que os clubes e os seus dirigentes se habituem a cumprir as normas da sociedade. O futebol campeão da Europa merece uma classe dirigente limpa e sem vícios e para isso é preciso castigar quem prevarica. De uma vez por todas.

A verdade é que está mesmo a acontecer, pelo menos até uma certa medida, e nesta sexta-feira é noticiada a saída de Paulo Gonçalves do Benfica. De acordo com o o jornal “A’Bola”, o “diretor jurídico tem acordo com Luís Filipe Vieira para cessar funções”. O advogado está no centro do furacão depois de ter sido acusado por 79 crimes, entre eles corrupção ativa. O mesmo diário desportivo avança ainda que o “anúncio da desvinculação” será feito na próxima semana A confirmar-se esta notícia, será o fim de 12 anos de ligação entre Paulo Gonçalves e o Benfica.

Mas as preocupações na Luz vão para lá de Paulo Gonçalves. O vice-presidente do Benfica, Varandas Fernandes, veio a público defender os encarnados e aproveitou para atacar os rivais. Lembrou, por exemplo, o sucedido na Academia de Alcochete, para defender o Benfica no caso do jogo à porta fechada com que foram penalizadas as águias, dizendo que “nada aconteceu”. Estará certamente esquecido de que estão detidos mais de 40 indivíduos e que, muito devido a esses acontecimentos, os sócios do Sporting destituíram o presidente de então.

Varandas Fernandes voltou a virar o ónus da questão para o facto de alguém ter roubado informação confidencial, acusando mesmo o FC Porto e o Sporting de estarem por trás do alegado hacker cuja entidade foi divulgada nos últimos dias. “Alguém acredita que um hacker ia oferecer [ao FC Porto] informação a troco de nada?”. “Foi o FC Porto que exibiu o produto do roubo… e blogues associados ao Sporting”, foram algumas das tiradas do vice-presidente do Benfica na conferência de imprensa de quinta-feira.

Mas o futebol português não se faz só de polémicas, toupeiras, mails ou piratas informáticos. De vez em quando também se fala um pouco de futebol e num dia em que o FC Porto defronta o GD Chaves para a primeira jornada da fase de grupos da Taça da Liga, as notícias viram-se para Hector Herrera e para o facto de o capitão do FC Porto estar no último ano de contrato com os dragões. Contudo, o empresário do mexicano deixou uma garantia: “Herrera não abandonará a equipa”, colocando um ponto final nos rumores que davam conta de uma eventual saída do médio no mercado de janeiro.

O jogo no Estádio do Dragão, que tem início marcado paras as 20h30, pode ser palco para um regresso e uma surpresa, de acordo com a imprensa escrita desta sexta-feira. “A’Bola” avança com a possível titularidade de Adrián López, o espanhol que tem tido poucas oportunidades desde que chegou ao FC Porto. Já o jornal “Record” prevê o regresso à titularidade de Danilo Pereira. O médio que está ausente dos relvados, devido a lesão, desde abril último.

No reino do leão, as atenções centram-se nos primeiros dias do novo presidente Frederico Varandas. O líder máximo do Sporting esteve, na quinta-feira, reunido com todo o plantel para pedir “união, confiança e ambição”, garantindo mesmo, de acordo com o que escreve o jornal “O’Jogo”, ser a “antítese de Bruno de Carvalho. Já o diário “A’Bola” informa que “Varandas muda tudo. Ligação da SAD com a equipa, scouting, mercado e comunicação”.

Ainda para os lados de Alvalade, ou mais propriamente em Alcochete, quinta-feira serviu para os sportinguistas ficarem com um maior conhecimento sobre Nemanja Gudelj, o último reforço a chegar para José Peseiro. Em entrevista à Sporting TV, o sérvio falou de sim e revelou que prefere jogar mais na posição 8, para poder participar mais no jogo e usar o seu remate de longa distância, que segundo o próprio jogador, é uma das suas grandes armas.

Lá por fora, o Bancada dá-lhe a conhecer as intenções da FIFA em colocar um travão nos jogadores emprestados. O organismo que tutela o futebol mundial não está a gostar da direção para que os clubes europeus estão a seguir no que concerne ao empréstimo de jogadores e que impor um limite.

Num registo mais informal, trazemos-lhe a curiosa história de Sam Morgan, o adolescente inglês que conquistou as estrelas da Premier League com a sua capacidade de se movimentar no mercado da roupa de marca. O miúdo é craque e tem Paul Pogba à sua procura.

Mas há mais. Fique a conhecer a equipa amadora da Bulgária cujos jogadores prometeram jogar bêbados no jogo para a Taça da Bulgária frente ao Levski Sófia. Conheça ainda os números divulgado pelo relatório e contas do Manchester City, vai ficar impressionado.

Sê o primeiro a comentar: