Modalidades
UEFA adia ‘play-offs’ e sorteio de apuramento para o Euro2022 de futsal
2020-03-20 22:00:00
Os jogos estavam marcados para abril

Os ‘play-offs’ de acesso à qualificação para o Euro2022 de futsal, agendados para abril, foram adiados, devido à pandemia de Covid-19, assim como o sorteio do apuramento principal, que conta com Portugal, anunciou hoje a UEFA.

De acordo com o organismo, todos os sete jogos que estavam agendados para abril, que completaria o lote de 32 equipas a competir na fase principal de acesso ao Europeu da Holanda, deverão realizar-se a partir de junho e no máximo até dezembro, de acordo com a evolução do novo coronavírus.

Portugal, detentor do título, tem assegurada a presença no torneio principal de qualificação, mas só mais tarde irá conhecer os adversários, já que o sorteio foi também adiado. Estava agendado para 14 de maio, mas só acontecerá em 07 de julho, em Nyon, na Suíça.

Os ‘play-offs’ europeus de acesso ao Mundial2020, que seriam a 09 e 12 de abril, com os duelos Croácia-República Checa e Sérvia-Finlândia, foram igualmente adiados. Portugal já garantiu um lugar na fase final, que vai decorrer na Lituânia, em setembro e outubro.

A ronda preliminar de acesso ao Euro2021 feminino, que seria no início de maio, vai igualmente decorrer mais tarde. A seleção nacional está assegurada no torneio principal e vai defrontar Croácia, Polónia e Eslovénia, em setembro deste ano.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, infetou mais de 250 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 10.400 morreram. Das pessoas infetadas, mais de 89.000 recuperaram da doença.

O surto começou na China, em dezembro de 2019, e espalhou-se por mais de 179 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

Depois da China, a Europa tornou-se o epicentro da pandemia, o que levou vários países a adotarem medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal, que se encontra em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira, a Direção-Geral da Saúde elevou hoje o número de casos confirmados de infeção para 1.020, mais 235 do que no dia anterior. O número de mortos no país subiu para seis.