Modalidades
Morreu Domingos Piedade, uma das maiores figuras portuguesas da Fórmula 1
2019-11-30 14:15:00
Português tinha 75 anos e faleceu após doença prolongada

Domingos Piedade, antigo gestor da AMG Mercedes, empresário de pilotos de Fórmula 1 como Emerson Fittipaldi ou Nélson Piquet e administrador do Autódromo do Estoril, morreu hoje, vítima de doença prolongada.

“O automobilismo português está de luto”, sublinhou o presidente da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK), Ni Amorim, em declarações à Agência Lusa.

Domingos Piedade, de 75 anos, estava internado numa unidade de saúde de Lisboa e faleceu hoje, vítima de doença prolongada, adiantou Ni Amorim.

Com uma carreira ligada ao automobilismo, Domingos Piedade notabilizou-se como vice-presidente do construtor alemão, para além da atividade enquanto empresário de pilotos de Fórmula 1. Era amigo do malogrado piloto brasileiro Ayrton Senna, antes de assumir as funções de administrador do Autódromo do Estoril.

Foi responsável pela descoberta do alemão Michael Schumacher ainda nos karts, gerindo a carreira antigo piloto da Ferrari até à chegada à Fórmula 1, onde conquistou sete campeonatos mundiais.

“Ajudou muitos pilotos portugueses, eu incluído, quando quis internacionalizar a minha carreira. Tenho muitas histórias, que um dia posso contar”, disse Ni Amorim à agência Lusa.

O presidente da FPAK considera que Domingos Piedade era “uma figura incontornável do automobilismo português”.