Modalidades
Hamilton assume “toda a responsabilidade” da colisão com Albon
2019-11-18 11:15:00
Piloto britânico foi penalizado, pede desculpa e o tailandês aceita

O Grande Prémio do Brasil de Fórmula 1, disputado neste domingo, teve um desfecho inesperado, cheio de incidentes, entre os quais a colisão de Lewis Hamilton e Alexander Albon, que impediu o tailandês de alcançar o seu primeiro pódio e o britânico de conseguir a segunda posição.

Mas as coisas não se ficariam por aí, pois apesar do britânico de ter subido ao último lugar do pódio a colisão com Albon acabou por custar-lhe uma penalização e a ‘queda’ para a sétima posição, promovendo Carlos Sainz Jr ao terceiro posto, Kimi Raikkonen ao quarto, Antonio Giovinazzi ao quinto e Daniel Ricciardo ao sexto.

Embora no pódio a cara de Hamilton já indicasse pouca alegria, mais tarde o campeão do mundo falou do incidente que causou o abandono de Alex Albon e danificou a asa dianteira do Mercedes # 44, mas que ainda lhe permitiu batalhar pelo segundo posto até à meta com Pierre Gasly.

“Gasly fez um trabalho soberbo. Dei tudo. Não estou verdadeiramente dececionado. Lamento, por outro lado, ter danificado o carro de Albon, mas assumo toda a responsabilidade”, concedeu o britânico da Mercedes.

Lewis Hamilton nem discute a penalização: “O erro foi meu e fui-lhe pedir desculpa. Tentei passá-lo encontrado uma aberta, mas ele retomou a trajetória e eu toquei-lhe. Pensava impor-me mas os Red Bull estavam mais rápido do que nós este fim de semana”.

Por sua vez Alexander Albon mostrou-se desiludido, mas não irritado, mostrando mais uma vez a serenidade que o caracteriza, dizendo mesmo que no incidente as responsabilidades até podem ser partilhadas.

“Sabia que Lewis viria rapidamente. Não estava certo de que me iria passar. Penso que foi um pouco 50/50. Não podia dar mais espaço. É o tipo de situação onde esperamos que o adversário não esteja lá”, referiu ainda o tailandês da Red Bull.