Motores
"Fazem-me sentir que não sou digno". Miguel Oliveira triste com decisão da KTM
2019-10-24 11:35:00
Piloto português continua na segunda equipa da KTM e não na principal

Depois de tomar conhecidomento que a KTM o irá manter na Tech3 durante a próxima temporada, Miguel Oliveira assume que esta decisão da marca o deixa com incertezas e dúvidas quanto ao seu talento.

"Se olharem para o panorama geral faz sentido para eles, mas é só para eles que faz sentido. Para mim, não sei. Preciso ver o que o futuro reserva. O meu compromisso está totalmente aqui e irá permanecer o mesmo. Quanto ao futuro, ao longo prazo, não tenho ideia", lamentou o motociclista luso, em declarações ao portal 'Motorsport'.

Miguel Oliveira disse ainda que esta decisão o faz sentir não ser digno de competir ao mais alto nível pela marca. "Terem escolhido um rookie e um piloto com a mesma idade do que eu faz-me sentir um pouco que eu não sou digno o suficiente para lá estar. Mas é decisão deles e respeito-a".

O piloto luso lamentou que só há pouco tempo tenha recebido uma moto de fábrica para competir no MotoGP. "Quando te dão uma posição na equipa de fábrica, há muita coisa em jogo. Primeiro de tudo tens uma moto de fábrica, em segundo estás envolvido em todo o desenvolvimento das partes e podes testar muitas coisas."

O sul-africano Brad Binder foi escolhido para substituir o francês Johann Zarco na equipa principal da KTM, enquanto que Miguel Oliveira fica na equipa satélite.