Visto da Bancada
Tiago Soares (nº197)
Sérgio Cavaleiro
2018-01-03 13:25:00
O Bancada recorda-lhe um jogo que revelou, aos portugueses, um jogador especial

As coisas complicaram-se para o Benfica porque do outro lado estava um egípcio que parecia fazer magia com a bola. É esta a memória que Tiago Soares tem de um jogo que revelou aos portugueses um futebolista que viria a marcar uma temporada no futebol luso: por todas as razões e mais algumas. O Bancada recorda-lhe o jogo em que os encarnados, apesar de terem perdido, na Luz, por 2-1, com os gregos do PAOK conseguiram passar à terceira ronda da Taça UEFA.

A paixão do Tiago pelo desporto fez com que, em 2007, criasse um site para organizar umas futeboladas ao fim de semana. O rapaz não conseguia estar sossegado. Nos dias de hoje, o site, que começou como uma brincadeira de um “puto” irrequieto e empreendedor, é uma empresa que organiza centenas de eventos desportivos com mais de 1000 participantes semanais. A Linksport organiza seis ligas de futsal, circuitos de kart e torneios de padel. É obra.

Por isto mesmo, Tiago Soares revelou ao Bancada que o tempo para ir ao futebol é muito escasso, “há sempre muito trabalho, calendários a organizar, tabelas a fazer”, coisas da vida de um empresário. Mas há um jogo que o jovem de 33 anos não esquece, até porque “chovia a potes”. Foi numa noite de novembro, estávamos no ano 1999, e o Benfica jogava em casa com o PAOK em partida a contar para a segunda mão da segunda eliminatória da Taça UEFA.

“Lembro-me de um jogador deles que começou a partir aquilo tudo. Cada vez que pegava na bola fintava sempre um ou dois. Ninguém lhe conseguia tirar a bola”, recordou o Tiago ao Bancada. O Benfica vinha com uma vantagem da primeira mão onde ganhou por 2-1, e o golo de Kandaurov aos 25 minutos parecia colocar os encarnados na próxima eliminatória. A vantagem sugeria alguma segurança. Mas não. Os gregos empataram imediatamente a seguir e pouco antes do intervalo Abdel Sabry colocou o PAOK em vantagem por 2-1 e a eliminatória estava empatada.

O jogo foi decidido nos pontapés de penálti e as coisas até correram bem ao Benfica. “Os gregos não conseguiram marcar ao Enke. Ele defendeu os dois primeiros e os do Benfica marcaram”, exato Tiago. Ronaldo, Maniche, Chano e Paulo Madeira marcaram e colocaram a equipa portuguesa na terceira ronda...onde viria a ser eliminada pelo Celta Vigo.

Sê o primeiro a comentar: