Visto da Bancada
Stélvio Cruz (N.º 297)
Diogo Cardoso Oliveira
2018-09-03 12:30:00
Stélvio, na altura com tenros 12 anitos, esteve no 1.º de Maio a 24 de novembro de 2001.

Agora, Stélvio é um dos jogadores-chave do fantástico Dudelange, estreante na Liga Europa. Há uns aninhos, era um rapaz a crescer na formação do SC Braga. É internacional angolano, ainda que tenha chegado a jogar pelas seleções jovens de Portugal.

Pedimos a Stélvio que nos contasse um jogo visto da bancada. O médio, de 29 anos, lembrou-se de que, há uns anos, quando era um rapazola em Braga. "Foi em Braga, no antigo Estádio 1.º de Maio, começa por dizer, acrescentando: "Foi SC Braga-Benfica". Assim é complicado identificarmos o jogo, amigo. "Já não sei o ano", diz, antes de nos dar a pista-chave: "Foi um jogo que nunca me esqueci, por causa do Mantorras [na foto, com Stélvio]. Ele matou a defesa do SC Braga". Ah bom, assim sim!

Com esta pista, é fácil indentificar que Stélvio, na altura com tenros 12 anitos, esteve no 1.º de Maio a 24 de novembro de 2001, num jogo em que Mantorras deu a vitória ao Benfica, aos 69 minutos. Foi um golo com bailarico do angolano.

Já não se lembra disto? Nós ajudamos mais um bocadinho. Ora veja lá os onzes escolhidos por Manuel Cajuda e Toni.

SC Braga: Quim, Armando Sá, Idalécio, Ricardo Rocha, Tito, Tiago, Castanheira, Barroso, Riva, Barata e Abiodun.
Benfica: Enke, Cabral, Argel, João Manuel Pinto, Caneira, Fernando Meira, Andersson, Ednilson, Simão, Drulovic e Mantorras.

A título de curiosidade, houve uma vasta troca de jogadores entre as equipas. Quim, Armando, Ricardo Rocha e Tiago foram, mais tarde, para o Benfica.

Sê o primeiro a comentar: