Visto da Bancada
Pedro Gomes (nº 152)
António José Oliveira
2017-11-11 12:30:00
Antiga glória leonina não esquece o tremendo sofrimento num Manchester City, 3-Sporting, 2

"Às vezes quanto mais se sofre, mais alegrias se tem." Pedro Gomes não esquece o jogo que o Sporting disputou em Manchester, diante do City, que lhe permitiu chegar aos quartos-de-final na sequência da eliminação da poderosa formação inglesa. Depois do calcanhar de Xandão na primeira mão dos oitavos de final, os leões perderam por 3-2 no segundo jogo e foi sofrer a bom sofrer.

"Havia uma expectativa enorme, pois a vitória da primeira mão era magra, mas dava esperanças", recorda a antiga glória leonina, que fez parte da célebre equipa que em 1964 conquistou a Taça das Taças para o Sporting através do não menos célebre "cantinho do Morais", sustentando: "O Sporting começou muito bem o jogo, fez uma excelente primeira parte e chegou a uma vantagem de dois golos, mas na segunda parte o Manchester City conseguiu dar a volta ao encontro, chegou aos 3-2 e depois é que foi sofrer. Mais um golo sofrido e o Sporting deitava tudo a perder. Mas no final foi muito saboroso seguir em frente."

A verdade é que os leões conseguiram segurar o triunfo e fizeram carreira na competição até às meias-finais. "Às vezes quanto mais se sofre, mais alegrias se tem. Foi o caso dste jogo em que todo o sofrimento, de jogadores e adeptos, acabou por ser recompensando quando muita gente pensava que o Sporting poderia ser goleado."

Matias Fernández, na maração de um livre direto, e Van Wolfswinkel fizeram os golos do clube de Alvalade logo na primeira parte, mas na segunda Aguero (2) e Balotelli deram a volta ao marcador. Ao cair do pano, nos últimos segundos do tempo de compensação Rui Patrício fez a defesa da noite a remate de cabeça de... Joe Hart.

Da equipa leonina, na altura treinada por Sá Pinto, faziam parte, além de Patrício, Matias Fernández e Wolfswinkel, jogadores como Daniel Carriço, Anderson Polga, Insúa, Izmailov, Schaars e o espanhol Diego Capel.

Sê o primeiro a comentar: