Visto da Bancada
Nuno da Câmara Pereira (nº153)
Diogo Cardoso Oliveira
2017-11-12 12:30:00
Mais do que um evento desportivo, o futebol é emoção e união.

Nesta edição do Visto da Bancada trazemos-lhe não um jogo em concreto, mas sim uma visão daquilo que é o futebol. O fadista Nuno da Câmara Pereira assume que não é frequentador assíduo dos estádios, mas, sempre que vai, sai com a mesma ideia: “Ali, respeita-se a irmandade e a todo o custo aprende-se a ser solidário”.

Apesar de não ter grandes histórias concretas para contar, o artista quis partilhar, ao Bancada, aquilo que mais o entusiasma nas poucas vezes em que vai à bola. “Acho um espetáculo único e divirto-me”, começa por dizer, antes de detalhar o que o apaixona no futebol: “A alegria, o convívio, a emoção, a loucura, a paixão”. Claro que, para um artista da música, os cânticos do futebol são especiais: “Destaco também as cantigas épicas e a famosa onda que amigos, comparsas e adversários partilham espontaneamente, sem que isso os faça perder a jogada. As bancadas dividem-se na cor de uns e outros, mas todos estão unidos na mesma energia e loucura - o amor pelo futebol".

Depois do futebol, há regresso à vida. “Acabado o jogo, tudo é catapultado novamente para o Mundo dos mortais, deixando para trás aqueles momentos únicos de céu”.

Sê o primeiro a comentar: