Visto da Bancada
Miguel Ângelo (Nº 241)
Diogo Cardoso Oliveira
2018-03-06 12:00:00
Fernando Santos foi um dos que ajudou a derrubar o FC Porto de Pedroto.

A 14 de janeiro de 1979 houve Estoril-FC Porto, para a terceira ronda da Taça de Portugal. Quem lá esteve foi Miguel Ângelo, músico português e um dos fundadores dos "Delfins". E houve Taça. Já lá vamos.

Na altura, o "miúdo" Miguel esteve no António Coimbra da Mota. "Um ambiente muito familiar na bancada de sócios", recorda, ao Bancada, garantindo que os tenros 13 anos também ajudam a que tenha sido um momento marcante. Mas não só. O resultado, esse, foi bem duro para o teoricamente favorito. 

"O pequeno Estoril fazia sempre a vida negra ao gigante FC Porto", diz-nos Miguel Ângelo. E fez mesmo! O Estoril venceu por 3-0 e, recorda o músico, marcou os três golos nos últimos sete minutos de jogo. Vitinha, Marinho e Orlando Fonseca foram os responsáveis pela eliminação do FC Porto de Pedroto. 

Fique com os onzes dessa partida. 

Estoril: Abrantes; Peixoto, Pedroso, Amílcar, Fernando Santos, Salvado, José António, Vitinha, José Torres, Marinho e Orlando Fonseca.

FC Porto: Joaquim Torres; Simões, Gabriel, Freitas, Adelino Teixeira, Rodolfo Reis, José Alberto Costa, Frasco, Fernando Gomes, Duda e António Oliveira.

Sê o primeiro a comentar: