Visto da Bancada
José Soares (Nº 98)
Diogo Cardoso Oliveira
2017-09-09 12:30:00
Um jogo com chuva, barulho e Rui Costa a decidir a partida

Rui Costa a destruir Asprilla, Sensini e Zola? Sim, aconteceu em 1992/93, numa eliminatória que, no entanto, não permitiu ao Benfica passar à fase seguinte, numa competição europeia.

Quem nos recorda esta história é José Soares, antigo jogador do Benfica e internacional sub-20 por Portugal que, depois de terminada a carreira, se aventurou pelo Mundo da moda.

Era um Benfica-Parma, no Estádio da Luz. Estavam para aí 120 mil pessoas”, começa por contar José Soares, cujas memórias deste jogo vão surgindo aos poucos.

“Eu era júnior no Benfica. Estávamos no centro de estágio a viver e lembro-me perfeitamente que nós estávamos a jantar, mas não conseguíamos, por causa do barulho inacreditável que vinha das bancadas. Foi um espetáculo”, recorda.

Vamos, então, ao jogo. “O Benfica jogou muito bem, creio que ganhou 2-1”. Certo, José. “O Rui Costa marcou o segundo golo”. Certo, mais uma vez. 2-0 para o convidado do Bancada.

Foi um jogo para a Liga dos Campeões”. Toca a buzina de resposta errada. O jogo não foi para a Liga dos Campeões, mas sim para a meia-final da Taça das Taças, antiga Liga Europa. Mas não é uma falha grave, José.

“O Benfica acaba por não passar a eliminatória, porque perdeu em Parma, mas, em casa, fez um grande jogo. O Mozer foi expulso aos cinco minutos”. Tudo certo, José. O Benfica de Toni venceu 2-1, na Luz, com golos de Isaías e Rui Costa (Zola marcou para o Parma), mas perdeu 1-0 em Itália, com um golo de Sensini, que “roubou” a final aos encarnados.

O antigo defesa do Benfica, agora com 41 anos, recorda a constelação que passou pelo relvado da Luz, nessa noite. “Eles tinham uma grande equipa, com o Asprilla e o Zola, que eram os craques. E o Benfica tinha Rui Costa, Paneira, Mozer… aquela grande equipa da qual toda a gente se lembra”.

“Esse jogo marcou me pelo que o Benfica jogou, sobretudo em Lisboa, e por tudo o que envolveu o jogo. Nós estávamos debaixo da bancada e era um barulho inacreditável”, recorda José Soares.

Desafio: consegue dizer o onze do Benfica nessa partida? Nós ajudamos.

Benfica: Neno; Abel Xavier, Hélder, Mozer, Veloso; Kulkov, Paneira, Rui Costa, João Pinto, Yuran e Isaías.

Parma: Bucci; Apolloni, Minotti, Sensini, Benarrivo; Crippa, Pin, Di Chiara, Brolin; Asprilla e Zola.

Sê o primeiro a comentar: