Visto da Bancada
João Coimbra (Nº 280)
Diogo Cardoso Oliveira
2018-05-07 12:30:00

Na edição 280 do "Visto da Bancada", trazemos João Coimbra. Contámos-lhe, recentemente, o percurso deste jogador como profissional e, agora, desafiámo-lo para uma historinha de um jogo que tenha visto ao vivo. E houve um craque, daqueles mesmo a sério, a andar por lá. 

O jogo destacado pelo atual jogador do Trofense foi um Benfica-FC Barcelona. "Foi para os quartos-de-final da Champions", diz, antes de acrescentar: "Não me lembro se era dos quartos". Suspense e... resposta certa! Eram os quartos sim senhor! A 28 de março de 2006, o Benfica recebeu o Barça, na primeira mão dos quartos-de-final da prova europeia. Foi naquela célebre eliminatória em que Moretto ainda defendeu um penálti em Camp Nou, mas os catalães acabaram por vencer por 2-0, no segundo jogo, desequilibrando o empate na Luz. João Coimbra não só acertou na fase da prova como nos detalhes todos desta eliminatória: "Ficou 0-0 e lembro-me de que o Benfica, em Barcelona, 2-0. Mas quando estava 1-0, o Simão, perto do fim, teve uma boa oportunidade e quase que o Benfica passava".

Para João Coimbra, este jogo valeu logo pelo... aquecimento. "Só de ver o aquecimento do Ronaldinho já valeu a pena. Ver o Ronaldinho ao vivo é mesmo motivo para lembrar mais tarde. E o aquecimento dele era qualquer coisa. Sempre bem disposto, a dar toques na bola e a fazer passes com o Deco. Parecia que estavam a brincar", diz, entre risos. Estará o ex-jogador do Benfica a falar de algo deste género?

Para os mais saudosistas, recordamos os onzes deste jogo, escolhidos por Ronald Koeman, treinador do Benfica, e Frank Rijkaard, treinador do Barcelona.

Benfica: Moretto; Anderson, Luisão, Ricardo Rocha, Léo; Petit, Beto, Manuel Fernandes, Laurent Robert (Miccoli), Simão e Geovanni (Karagounis).

Barcelona: Valdés; Belleti, Oleguer, Thiago Motta e van Bronckhorst; van Bommel, Iniesta, Deco (Gabri); Ronaldinho, Eto'o e Larsson (Giuly). 

Sê o primeiro a comentar: