Visto da Bancada
Hugo Costa Ramos (N.º 285)
Fernando Gamito
2018-05-22 12:20:00
O ator conta as "romarias ao estádio" com a família e recorda um jogo que colocou o Benfica na rota do título em 2005

O futebol é a festa da família. Expressão que tem vindo a perder força ao longo dos últimos tempos, mas que tem sido uma constante na presença do desporto-rei na vida de Hugo Costa Ramos, ator português de 31 anos, natural de Lisboa, mas com vários anos vividos no Algarve. Adepto confesso do Benfica, são várias as recordações e memórias guardadas de jogos vistos no Estádio da Luz com os familiares mais próximos. “Vinha à bola com a família toda. Normalmente, vínhamos [para Lisboa] do Algarve de autocarro, de excursões das próprias casas do Benfica do Algarve, outras vezes em carros particulares e era uma autêntica romaria ao estádio”, contou Hugo, em declarações ao Bancada.

Sem ter um proclamado jogo da sua vida, houve uma partida no Estádio da Luz, a 14 de maio de 2005, que o marcou de forma especial, um Benfica-Sporting, decidido aos 84 minutos com um golo de Luisão, partida de elevada importância para a conquista do título pelas águias nessa época. “Por toda a envolvência do jogo em si, estádio cheio... lembro-me perfeitamente, já estávamos todos a jogar a toalha ao chão e depois com aquele livre... vencemos por 1-0 e depois no Bessa fomos campeões”, recordou o ator de 31 anos, ao descrever esse, de facto, como o “jogo do título”.

O golo marcado perto do final da partida “levou o estádio abaixo” e deu ainda para o protagonizar de um episódio bastante caricato, que também contribui para a memória marcante deste jogo. “Um homem estava tão em êxtase, que se encontrava a beber um refrigerante e quando há o livre e o Luisão marca o golo… ele joga a bebida ao ar e cai toda em cima de mim, já eu estava sentado nas escadas do estádio”, confessou entre risos.

Sê o primeiro a comentar: