Visto da Bancada
Christopher Pilar (Nº291)
Diogo Cardoso Oliveira
2018-07-09 12:30:00
Onguarda-redes recorda-nos um jogo no antigo Estádio da Luz, como apanha bolas.

Na edição 291 do "Visto da Bancada", trazemos alguém que partilhou o balneário com craques como Nani, Moutinho, Miguel Veloso ou Varela. Christopher Pilar é um guarda-redes formado no Sporting - com idas a Toulon, um Euro sub-17 e com carreira sobretudo em clubes madeirenses - e, ao Bancada, recorda um jogo no antigo Estádio da Luz, como apanha bolas. "Lembro-me perfeitamente de um jogo no qual fui apanha bolas, no antigo Estádio da Luz. Foi um Benfica-Académica, quando decorria a época 96/97. Penso que o jogo terminou 1-1, caso a memória não me falhe". Só uma correção, amigo Christopher. Foi 1-1, sim, mas em 97/98.

O guarda-redes explica-nos por que motivo este jogo foi especial: "Tinha chegado nessa mesma época a Portugal, vindo de França, para jogar nos infantis do Benfica. Alguns atletas dessa equipa foram convidados e eu fui um deles. Foi uma sensação espetacular. Ver os ídolos ali tão perto, que so víamos na TV, ouvi-los falar, respirar, o bater na bola".

Isto é bom, mas não chega. Acima disto só o estar perto do ídolo. "Foi uma sensação indescritível, ainda para mais estando perto do meu maior ídolo, Michel Preud'Homme. Como guarda redes, foi um privilégio poder estar a ver o meu maior "sonho" a atuar. Após este jogo, pude falar com ele... em francês".

Isto é bom, mas ainda não chega. Acima disto, só receber convites do próprio ídolo. "O Preud'Homme, semana após esse momento, convidou-me para fazer parte de uma entrevista no Estádio da Luz, para um canal belga, para falarmos sobre o Benfica e a nossa posição como guarda redes. Foi muito gratificante. Com muita pena minha, nunca tive acesso à gravacão. Não a tive como objeto, mas mantive-a como memória. Digo, com toda a certeza, que estes dois momentos jamais serão apagados da minha memória. Sem o primeiro momento, não ocorreria o segundo".

Para os mais saudosistas, ficam os onzes desse jogo, escolhidos por Manuel José e Henrique Calisto.

Benfica: Ovchinnikov, Sousa, Ronaldo, Tahar, Jorge Soares, Scott Minto, Tiago, João Pinto, Taument, Jordão e Nuno Gomes.

Académica: Pedro Roma, Tó Sá, Abazaj, Reginaldo, Mounir, Sérgio Cruz, Mito, Zé Nando, Miguel Vargas, Mickey e João Tomás.

Sê o primeiro a comentar: