Visto da Bancada
António Fiúza (nº 199)
Gomes Ferreira
2018-01-06 12:50:00
O ex-presidente do Gil Vicente recorda o dia em que os gilistas estiveram a ganhar na Luz e... perderam nos descontos.

António Fiúza, ex-presidente do Gil Vicente, não esquece aquele fim de tarde de 25 de agosto de 2013 em que estava no Estádio da Luz sentado ao lado de Luís Filipe Vieira a assistir ao Benfica-Gil Vicente, jogo da 2ª jornada da Liga. O Benfica procurava a primeira vitória no campeonato, depois da derrota por 2-1 na Madeira com o Marítimo, mas aos 90 minutos quem seguia na frente era a formação de Barcelos, então orientada por João de Deus, graças a um golo de Diogo Viana, aos 69 minutos. Resultado final: Benfica,2-Gil Vicente,1. O Benfica venceu nos descontos (+4), golos de Markovic (91’) e Lima (92’).

“Esse foi um jogo que marcou-me muito. Estar a ganhar no Estádio da Luz por 1-0 e acabar por perder nos descontos é muito duro. O Gil Vicente esteve perto de um feito histórico e sair de lá com uma derrota pesa muito”, recorda António Fiúza que viu o jogo na tribuna de honra ao lado do presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira.

“Recordo-me que o Luís Filipe Vieira aos 90 minutos pediu-me licença para sair. ‘Desculpa lá, se não te importas…’, disse-me na altura. Ele estava muito aborrecido. O Jorge Jesus estava a ter muita contestação, já tinha perdido na Madeira com o Marítimo, e o Luís Filipe Vieira já estava a pensar como haveria de resolver a situação já estaria mesmo a pensar despedir o Jorge Jesus…” .

O que se seguiu foi uma “hecatomba”. O árbitro Paulo Baptista deu quatro minutos de compensação e o sonho do Gil Vicente e do próprio António Fiúza esfumou-se em dois minutos. “Fiquei ali sozinho sem saber o que pensar. Já ninguém esperava uma coisa daquelas…”.

Sê o primeiro a comentar: