RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa
Liga Bancada
Liga NOS Virtual: Como montar o plantel
2019-08-07 11:45:00
Como gerir os teus 100M para teres um bom conjunto de 15 jogadores

Já te demos as regras básicas da Liga NOS Virtual, agora está na altura de construíres o teu plantel. Para que te seja o mais fácil possível — mas não demasiado, porque se não também não tinha piada — estamos aqui para te ajudar. Como é óbvio, não há uma regra a seguir. Há várias abordagens pelas quais podes optar e é sobre isso que te vamos elucidar. Importante é perceberes o que ganhas e o que perdes com cada estratégia.

Desde logo, tens que ter em conta que os 100M de que dispões para construir o plantel têm de chegar para 11 titulares e 4 suplentes. Podes fazer uma aposta em quatro suplentes mais baratos, de forma a maximizar o valor disponível para comprar os onze titulares. Ou podes distribuir a coisa de forma mais equilibrada, para que tenhas opções seguras para todas as posições. E podes fazer uma aposta mais forte no ataque, no meio-campo, na defesa, consoante aquilo que acreditas que vai acontecer na temporada.

Para informar esta decisão, tens de ponderar também de que forma planeias jogar. Se vais montar um onze base e definir um capitão fixo, a contar com as substituições automáticas (vamos ter um artigo mais exaustivo sobre isto), ou se vais fazer mexidas durante a jornada, contando com todos os quinze jogadores e fazendo mudanças de capitão.

Aposta no onze

Quando optas pela aposta total no onze, a melhor forma de montar o plantel é começar por escolher os quatro suplentes baratos. Para te salvaguardares de azares, é melhor que estes suplentes do teu plantel sejam titulares nas suas equipas. Um guarda-redes, dois defesas e um médio, todos de 4.5M, são as melhores opções para teres um banco low-cost. Consegues fazer um banco de 18M, ficando assim com 82M para gastar num onze mais forte. (Até podes ir para um guarda-redes e dois defesas de 4.0M, poupando ainda mais 1.5M, mas é quase impossível encontrares aí um titular.)

Para fazeres este banco, tens de olhar para as equipas mais “modestas”: aquelas que vão lutar pela manutenção e têm fortes possibilidades de terminar na metade inferior da tabela. Não te vamos dar a papinha toda e dizer-te os jogadores que deves escolher, mas olha para os plantéis destas equipas, aposta naquelas que achas que vão ter melhores resultados e saca de lá essas pérolas de 4.5M.

Com estes suplentes, ficas com um onze em 3–4–3, que facilmente preenches só com jogadores das melhores equipas. Não dá para ter só estrelas — já dissemos que isto não é para ser demasiado fácil — mas dá para montar um onze de impor respeito.

Plantel equilibrado

Para montares um plantel equilibrado, vais ter de olhar para mais equipas. Até podes evitar aquelas mais “fracas” e focar-te só nas outras, as que deverão escapar às lutas mais aflitivas, mas nestas não podes ir sempre à estrela. Ainda assim, podes apostar forte em três estrelas maiores, daqueles que custam 10.0M ou perto disso.

Depois, vais preencher o plantel com bons jogadores que não sejam tão caros. Além de haver alguns interessantes nas equipas da luta pela Europa, tens de olhar também para equipas que podem aspirar a surpreender, como Boavista, Rio Ave, Marítimo, etc. Mesmo nos candidatos à Europa, é sempre bom olhar para o jogador que vem a seguir ao “craque”. Por exemplo, escolher Rafa em vez de Pizzi, ou Corona em vez de Nakajima.

Com um plantel equilibrado, vais montar o teu onze jornada a jornada. Se usares as substituições automáticas, deves deixar no banco aqueles que tiverem os confrontos mais difíceis e colocar no onze os que têm mais possibilidades de vencer. A táctica é adaptável ao que cada jornada te apresentar, por isso mantém o calendário debaixo de olho.

Apostar forte numa posição

Outra das opções que tens na construção do plantel é apostar numa posição. Podes tentar ter três avançados caros e que garantam golos, mas depois prepara-te para ir para opções mais modestas nas outras posições. Podes optar por carregar forte na defesa, com um guarda-redes e cinco defesas caros que garantam muitas clean sheets e alguns golos e assistências — mas depois vais ter de poupar nos avançados.

Quanto aos médios, é sempre uma posição mais arriscada de apostar demasiado forte. Por um lado, porque os golos são mais esporádicos do que nos avançados e com quatro ou cinco médios numa equipa, nunca é garantido que tenhas assistências regulares. Por outro lado, a clean sheet só dá 1 ponto aos médios, o que também aconselha mais a aposta em defesas, quando queres investir tudo numa posição do terreno.

Conclusão

A estratégia és tu que a montas. Não há uma resposta certa e uma errada. Pondera, face ao que te dissemos, qual consideras a melhor abordagem e monta a tua equipa. Lembra-te que até ao arranque da competição podes fazer transferências ilimitadas. Testa várias opções de plantel para ver qual te agrada mais e olha para o calendário da Liga. É sempre importante ter em conta não apenas a jornada seguinte, mas as próximas também, para não teres jogadores que só te são úteis numa jornada.

Fonte: RealFevr