Grande Futebol
Uruguai e Japão empatam em grande jogo com quatro golos
2019-06-21 09:05:00
Coates no banco uruguaio, Nakajima titular nos nipónicos

O Uruguai, que tinha imposto uma goleada por 4-0 ao Equador, e o Japão, derrotado pelo mesmo resultado face ao Chile, empataram a dois golos, na segunda jornada do Grupo B da Copa América em futebol.

Recordista de títulos na prova (15), a formação sul-americana esteve mesmo duas vezes em desvantagem, por culpa de um ‘bis’ de Koji Miyoshi (25 e 59 minutos), conseguindo resgatar um ponto com tentos de Luis Suárez (33, de penálti) e José Maria Jiménez (66).

A formação ‘celeste’, que na última edição (2016) caiu na fase de grupos, teve mais e melhores oportunidades, rematando muito, especialmente pela ‘intratável’ dupla composta por Suárez e Edinson Cavani, mas teve grandes problemas, defensivamente, em lidar com a velocidade dos nipónicos.

Com este resultado, o ‘onze’ de Óscar Tabárez falhou a qualificação antecipada, mas isolou-se, provisoriamente, na liderança do agrupamento, com quatro pontos, contra três do Chile, um dos nipónicos e nenhuma dos equatorianos, que defrontam hoje os bicampeões em título.

Suárez deu o mote para um jogo de grande qualidade logo no minuto inicial, com um remate de meio-campo que quase traiu o guarda-redes Kawashima.

O encontro nunca foi, porém, de apenas um sentido e, do outro lado, Shinji Okazaki, aos três e 10 minutos, assustou Fernando Muslera, bem como Naomichi Ueda, aos 21, este já depois de uma segunda tentativa de Suárez, servido por Cavani, aos 13.

O primeiro golo chegou aos 25 minutos, com Shibasaki a servir Miyoshi e este a correr pela direita - beneficiando também dos problemas físicos de Diego Laxalt, substituído pouco depois – e a bater Muslera com um colocado remate de pé direito.

A vantagem dos asiáticos não durou, porém, muito tempo, já que, aos 29 minutos, o árbitro, depois de consultar o VAR, assinalou falta na área de Ueda sobre Cavani, num lance muito duvidoso. Indiferente a isso, Suárez empatou o jogo de grande penalidade.

Na parte final da primeira parte, Cavani fez duas ameaças, sobretudo aos 36 minutos, com um espetacular remate de muito longe de pé esquerdo que fez a bola embater com estrondo na barra.

Os uruguaios acabaram melhor a primeira parte e continuaram por cima no início da segunda, com Cavani e Suárez a tentarem o segundo, mas, aos 59 minutos, foi, de novo, o Japão a adiantar, com o ‘bis’ de Miyoshi, após jogada entre Nakajima e Sugioka.

Mais uma vez, a resposta do ‘onze’ de Tabárez foi rápida, com José María Giménez a empatar aos 66 minutos, de cabeça, após um canto na esquerda de Nicolás Lodeiro.

Até ao final, e perante um Japão já sem tanta capacidade para criar perigo, o Uruguai, mesmo sem o mesmo discernimento, esteve sempre mais perto do terceiro, com Suárez em grande destaque, nomeadamente num cabeceamento à barra, aos 80 minutos.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa