Grande Futebol
Treinadores portugueses na Arábia Saudita, um trio das arábias
2018-11-30 21:00:00
Paulo Alves é o mais recente técnico a aventurar-se no país do Médio Oriente juntando-se a Jorge Jesus e Pedro Emanuel

Paulo Alves vai treinar o Ohod Madinah, atual 15º classificado do campeonato da Arábia Saudita e até há pouco tempo dirigido pelo paraguaio Fernando Arce. É mais um técnico português a aventurar-se no futebol saudita, juntando-se a Jorge Jesus, que treina o Al Hilal, líder isolado do campeonato, e Pedro Emanuel, que orienta o Al Taawon, um trio de técnicos portugueses que estão a treinar no principal escalão daquele país do Médio Oriente e que os une o facto de terem conquistas importantes em Portugal: Jesus foi três vezes campeão nacional no Benfica, entre outros títulos onde se inclui uma Supertaça pelo Sporting; Pedro Emanuel conquistou a Taça de Portugal ao serviço da Académica e Paulo Alves foi campeão nacional da II Liga pelo Gil Vicente.

Mas há mais caras conhecidas do futebol português no principal escalão da Arábia Saudita. O ex-técnico de equipas em Portugal como Estoril, Académica, tem como braço direito o português Rui Gomes, que foi adjunto de Pedro Emanuel na equipa da linha de Cascais em 2017/18 e em 2012/13 esteve à frente da equipa B do FC Porto. Não é a primeira vez que Rui Gomes está a trabalhar na Arábia Saudita. Entre 2013 e 2015 foi coordenador da formação do Al-Ahli Jeddah.

No plantel do Al Taawon há caras conhecidas do futebol português como o defesa central Ricardo Machado, de 30 anos, ex-Marítimo e Feirense, e que está há quatro épocas no clube saudita. Mas também o guarda-redes Cássio, ex-Paços de Ferreira, Arouca e Rio Ave e o avançado Héldon, ex-Marítimo, Sporting, Rio Ave e Vitória de Guimarães.

Na equipa de Jorge Jesus também há caras conhecidas, como o extremo Carrilo, ex-Benfica e Sporting, e o médio Carlos Eduardo que representou o FC Porto depois de ter dado nas vistas no Estoril-Praia. Na equipa técnica de Jesus, há vários portugueses, os adjuntos Miguel Quaresma e Raúl José, os preparadores físicos Márcio Sampaio e Mário Monteiro e o coordenador técnico Tuck.

Este trio de técnico principais, Jesus, Pedro Emanuel e Paulo Alves, seguem as pisadas de outros técnicos portugueses. José Peseiro foi selecionador da Arábia Saudita e teve como adjunto Pedro Caixinha, Manuel José treinou o Al-Ittihad que chegou a ter Neca como treinador dos sub-23 e Jaime Pacheco esteve à frente do Al Shabab. Antes da presença do trio de treinadores portugueses em simultâneo no atual campeonato saudita, o último técnico português que tinha estado naquele país como técnico principal foi Vítor Pereira, no Al Ahli.  Famosa ficou a conferência de imprensa em que o ex-técnico do FC Porto explodiu quando o assessor lhe pediu que não falasse sobre os jogadores, mas apenas sobre os aspetos técnicos do jogo. José Gomes, atual treinador do Rio Ave, orientou o Al-Taawon, da primeira divisão da Arábia Saudita, em 2004.

A estreia de Paulo Alves está agendada para o próximo dia 7 de dezembro quando o Ohod Madinah se deslocar ao terreno do Al-Shabab, treinado pelo romeno Marius Sumudica. O jogo com a equipa de Jorge Jesus, o Al Hilal, será apenas a 15 de março do próximo ano. Paulo Alves fez parte da geração campeã do mundo de sub-20, em Riade, em 1989, que contava entre outros, com João Vieira Pinto, Fernando Couto e Paulo Sousa. É um regresso a um local onde já foi feliz enquanto jogador. Tenta agora voltar a sê-lo mas como treinador, depois de na época passada ter tido uma passagem sem êxito por União e Gil Vicente.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa