Grande Futebol
Treinador do Cardiff pensou demitir-se após desaparecimento de Sala
2019-01-28 16:25:00
Neil Warnock admitiu que ele e alguns jogadores falaram com psicólogos durante a semana

Neil Warnock, treinador do Cardiff, disse que chegou a ponderar abandonar o futebol após o desaparecimento de Emiliano Sala, quando sobrevoava o Canal da Mancha. 

"Pensamos 24 horas por dia se vale a pena continuar ou não. Estou no futebol há 40 anos e tem sido a semana mais difícil da minha carreira. Tem sido uma semana traumática e ainda é. É difícil lidar com esta situação", referiu. 

Sala, de 28 anos, desapareceu na noite de 21 de janeiro, quando viajada de França para o País de Gales, onde ia representar o Cardiff.

"Provavelmente, o seu desaparecimento afetou-me mais do que a qualquer outra pessoa, porque conheci-o e conversei com ele nas últimas seis a oito semanas", afirmou o técnico. 

Neil Warnock contou ainda, em conferência de imprensa, que ele e vários jogadores do plantel falaram com psicólogos depois do desaparecimento do jogador. 

O Cardiff visita o terreno do Arsenal esta terça-feira e vai usar ostentar um narciso amarelo, um símbolo galês, em homenagem ao futebolista Todos os jogos da Premier League vão cumprir um minuto de silêncio. 

As buscas por Emiliano Sala foram interrompidas pelas autoridades britânicas na quinta-feira e retomadas no sábado, com base numa iniciativa privada.