Grande Futebol
River Plate também afirma recusar-se a jogar a Libertadores em Madrid
2018-12-01 15:15:00
River Plate recusa responsabilidades nos acontecimentos que antecederam o jogo da segunda mão da final da Libertadores.

O River Plate emitiu esta tarde um comunicado de imprensa em que afirma recusar-se a jogar a segunda mão da Copa Libertadores em Madrid, conforme decidiu há poucos dias a CONMEBOL. Segundo o clube argentino, o River recusa qualquer responsabilidade nos acontecimentos que antecederam o jogo da segunda mão no seu estádio e que, por isso, não pode ser prejudicado.

"A responsabilidade pela falha no dispositivo de segurança no passado dia 24 de novembro, ocorrida fora do perímetro do estádio do River, foi assumida de forma pública e aberta pelas mais altas autoridades estatais. Isto equivale dizer que os acontecimentos, que o River lamenta, não são de forma alguma responsabilidade do clube. Mais de 66 mil pessoas aguardaram pacientemente durante oito horas e voltaram a deslocar-se ao estádio no dia seguinte. A esses mesmos espetadores é-lhes agora negada, de forma injustificada, a possibilidade de experienciar o espetáculo ao vivo em virtude da evidente diferença de custos dada a distância da cidade escolhida. É incompreensível que o clássico mais importante do futebol argentino não se possa desenrolar com normalidade no mesmo país em que atualmente se desenrola uma cimeira do G20. O futebol argentino no seu conjunto, bem como a AFA, não podem nem devem permitir que um conjunto de criminosos impeçam a concretização de um Superclássico no nosso país", afirmou o clube.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa