Grande Futebol
"Portas do Brasil só se abriram porque Jesus fez um grande trabalho", crê Inácio
2019-12-30 14:00:00
Técnico vai orientar o Avaí na Serie B do Brasileirão

Augusto Inácio considera que foi Jorge Jesus que abriu as portas do mercado brasileiro de treinadores aos técnicos portugueses.

"Estas portas do Brasil só se abriram porque o Jorge Jesus fez um grande trabalho no Flamengo, e realmente, abriu as portas do Brasil para outros treinadores portugueses puderem trabalhar neste grande país. Eu vou à procura de afirmar o treinador português no Brasil, que é um mercado que sempre esteve fechado a treinadores portugueses. O Jorge Jesus abriu as portas para outros treinadores poderem lá ir. Vou eu, vai o Jesualdo [Ferreira, novo treinador do Santos] e o Jesus, que já la está", afirmou, numa entrevista onde também falou sobre a possibilidade de se candidatar a presidente do Sporting.

No Avaí, que vai disputar a Serie B do Brasileirão, Inácio diz que espera conseguir atingir os objetivos e descarta a ideia de que esteja 'velho'. "A idade, em Portugal, faz com que as pessoas pensem naquela ideia de que o treinador já tem idade, não está atualizado e que as coisas são diferentes com treinadores com outras idades."

Augusto Inácio revela que as coisas não são assim no seu entendimento. "Mas eu não vejo as coisas assim. Ou é competente ou não é competente. Não interessa a idade, mas sim a competência. Eu vou à procura disso, também", disse o treinador do Avaí.