Grande Futebol
Paulo Bento autocrítico após Coreia do Sul vencer Colômbia, de Carlos Queiroz
2019-03-26 18:25:00
" Falhámos várias oportunidades"

O treinador português Paulo Bento levou hoje a melhor sobre Carlos Queiroz no jogo de preparação entre as seleções de futebol da Coreia do Sul e da Colômbia, mas mostrou-se autocrítico na avaliação ao desempenho da sua equipa.

“Tivemos algumas dificuldades na segunda parte porque enfrentámos um adversário poderoso e porque cometemos alguns erros na parte final do jogo. Falhámos várias oportunidades para fazer o 2-0 e acabámos por permitir o empate. Os nossos problemas começaram a partir dessa altura”, disse Paulo Bento.

A Coreia do Sul venceu a Colômbia por 2-1, em encontro de caráter particular, disputado em Seul.

Para o selecionador da Coreia do Sul, foi "uma partida intensa", na qual as duas equipas tentaram “conquistar o controlo do jogo”, elogiando os seus jogadores por terem sabido adaptar-se a novos conceitos táticos, embora entenda que “há margem para melhorar nesta vertente”.

Um dos aspetos a melhorar é, segundo Paulo Bento, justamente o defensivo: “Os meus jogadores deviam ter sido mais agressivos e físicos na defesa. Em situações de um contra um, em particular, precisamos de ser mais duros”.

Son Heung-Min, aos 17 minutos, e Lee Jae-Sung, aos 58, marcaram os golos dos sul-coreanos, em dois lances em que o guarda-redes adversário, Iván Arboledo, podia ter feito melhor, e a Colômbia, com Falcao e James Rodríguez marcou na segunda parte, por Luís Díaz, aos 49.

Questionado sobre a razão de ter colocado Son Heung-Min, que alinha nos ingleses do Tottenham e é a principal estrela da equipa, como avançado, Paulo Bento justificou-se que ele já alinhou nessa posição.

“Tem uma apurada compreensão das exigências dessa posição. Foi uma oportunidade para descobrirmos a melhor forma de o utilizar. O facto de o ter colocado como avançado não significa que não possa voltar a jogar nas alas”, explicou.

Por sua vez, Carlos Queiroz, que como Paulo Bento já foi selecionador de Portugal, manifestou-se satisfeito por ter estreado mais jogadores na seleção colombiana.

“As duas equipas trabalharam muito bem. A Coreia teve uma entrada mais forte no jogo, sempre mais rápida, mas jogámos muito bem na segunda parte, na qual controlámos a partida”, afirmou Carlos Queiroz, que desvalorizou a derrota pelo facto de ter podido observar mais jogadores.

Para Queiroz, foi “uma boa partida para a Colômbia com um mau resultado”, remetendo as conclusões para mais tarde, visto que o mais importante foi “ganhar mais opções” para a equipa, de jogadores que “têm jogado pouco na seleção”, para quem estes jogos permitem “ganhar experiência” e prepará-los para o futuro.

Esta foi a primeira derrota de Carlos Queiroz no comando técnico da seleção colombiana, depois de se ter estreado com um triunfo sobre o Japão, por 1-0.

Sê o primeiro a comentar: