Grande Futebol
Os possíveis adversários do Sporting, do mais acessível ao mais complicado [2/6]
2017-08-03 18:30:00

Steaua Bucareste (2º classificado da liga romena em 2016/17)

Com uma Liga dos Campeões conquistada, vinte e seis vezes campeão romeno, uma Supertaça Europeia e vinte e duas Taças da Roménia no palmarés, o Steaua Bucareste é o possível adversário do Sporting na Liga dos Campeões com o histórico mais impressionante. O Steaua é, aliás, um histórico do futebol europeu. Além da vitória da Taça dos Campeões Europeus de 1986, o clube romeno alcançou ainda outra final da prova máxima de clubes da UEFA em 1988/89.  

Os tempos, porém, são outros atualmente. Desde o final dos anos 90 que o clube da capital romena deixou de ter a hegemonia do futebol no país e, no novo século, quase dezassete anos volvidos, o Steaua "apenas" conquistou seis campeonatos romenos. É, ainda assim, a equipa mais galardoada do futebol romeno e, aos poucos, o Steaua tem recuperado o seu estatuto no futebol do país. Depois de quatro temporadas consecutivas sem ter conseguido alcançar o primeiro ou o segundo lugar da liga romena, a partir de 2012/13 o histórico de Bucareste ora foi campeão, ora terminou na segunda posição. O último título nacional romeno para o Steaua remonta a 2014/15, tendo terminado as duas últimas temporadas atrás de Astra Giurgiu e Viitorul Constanta respetivamente.  

Se individualmente, técnica e taticamente, o Steaua Bucareste encerra o desafio mais apetecível para o Sporting, existem ainda assim atenuantes que podem jogar a favor da equipa romena. Desde logo, a deslocação a que obrigará o Sporting caso emparelhe com a equipa de Jorge Jesus no play-off de qualificação para a Liga dos Campeões. Não seria a mais longa, essa seria Istambul, mas ainda assim uma deslocação longa. O próprio ambiente na Arena Nacional de Bucareste e o estado do relvado do estádio do Steaua, conforme se percebeu na eliminatória perante o Viktoria Plzen poderão ser um problema para um adversário mais evoluído tecnicamente como é o caso do Sporting.  

Ao comando do Steaua está agora Nicolae Dica. O antigo jogador do clube, com duas passagens pelo histórico de Bucareste enquanto atleta, deixou os relvados em 2014 e tem registado um promissor início de carreira como treinador nos últimos meses. Em 2015/16, Dica pegou no SCM Pitesti da terceira divisão romena a meio da temporada e deixou a equipa em igualdade pontual com o Afumati no topo da Série III falhando a promoção à segunda divisão romena, apenas, no confronto direto. Em 2016/17, porém, a equipa do antigo internacional romeno não deu hipóteses. O SCM Pitesti sagrou-se campeão da terceira divisão romena com uma campanha intratável. Sem qualquer derrota e obtendo o melhor registo ofensivo e defensivo da competição. Um registo que não passou despercebido à direção do Steaua.  

Dica regressou ao clube que mais representou na carreira esta temporada depois de 36 vitórias em 44 jogos ao serviço do SCM Pitesti. Um registo impressionante de quase 82% de vitórias, com as últimas derrotas de Dica, enquanto técnico, a remontarem já ao ano de 2016. Dica não perdeu qualquer jogo com o SCM Pitesti na temporada passada para a III Liga romena e, já esta época, ao serviço do Steaua, nos cinco jogos que já disputou, mantem-se invicto tendo registado um dos três melhores arranques do campeonato romeno a par de Botosani e Cluj.  

Tudo isto, apesar do Steaua até ter perdido alguns jogadores importantes da temporada passada para esta como são os casos de Rick Boldrin (melhor marcador da equipa e que rumou ao Kayserispor), Wilfred Moke, Sulley Muniru ou, especialmente, o internacional defesa romeno Gabriel Tamas que rumou ao Hapoel Haifa. Perdas que foram colmatadas com as contratações de Junior Morais (que passou por Portugal ao serviço do Freamunde), Constantin Budescu, Ionut Larie e ainda do português Filipe Teixeira, decisivo na passagem do Steaua ao play-off com dois golos e uma assistência nos confrontos frente ao Plzen. Neste início de temporada, Harlem Gnohéré tem sido o elemento em foco na equipa romena com dois golos em três jogos na liga romena, uma equipa que conta com nomes como Mihai Pintili (habitual convocado da seleção romena), Denis Alibec (que contou uma passagem pelo Inter Milão entre 2009 e 2014) ou desequilibradores natos como Budescu e Florin Tanase. Ovidiu Popescu, lateral direito da equipa do Steaua, foi também associado a clubes britânicos nos últimos meses.