Grande Futebol
"O talento já não chega. Se não te dedicas a 100 por cento não atinges o nível"
2019-09-18 09:20:00
Português fez um apelo para encontrar quem lhe fez bem no passado

Do lado mais competitivo e profissional ao lado mais pessoal, Cristiano Ronaldo falou de tudo um pouco em entrevista à 'ITV'.

"Quando ouço as pessoas dizerem que sou o melhor, sinto-me orgulhoso, significa que sou bom, talentoso, o melhor."

O português não esconde que se acha um jogador com talento. "Acho que sou bom, mas a minha maior força é a minha mente. Os números não mentem. Nos últimos 15 anos mantenho quase sempre o mesmo nível, o importante é o esforço, a dedicação, o trabalho duro. O talento já não chega. Se não te dedicas a 100 por cento não atinges o nível que queres".

Em entrevista à 'ITV', Ronaldo disse esperar terminar a carreira como o jogador com mais Bolas de Ouro na história do futebol.

"Eu adoraria. Acho que mereço. O Messi é um rapaz fantástico, um fantástico jogador, vai ficar na história do futebol. Mas acredito que depois de uma sexta, sétima ou oitava eu vou ficar acima dele", salientou o português, que elogiou o argentino e agradeceu-lhe por manter uma 'luta' de 15 anos no topo do futebol.

"Ele me puxou para ser melhor e eu fiz-lhe o mesmo a ele. É o melhor jogador que já enfrentei. Sem dúvida".

Quanto ao melhor golo que marcou na carreira, Ronaldo não tem dúvidas em referir o pontapé de bicicleta que marcou com a camisola do Real Madrid à Juventus na Champions.

"Tentei marcar esse golo durante muitos anos. Tenho 700 golos e nunca tinha marcado um assim. Um golo lindo", referiu o jogador, que acredita "nunca" ter visto um golo de bicicleta assim.

"O modo como saltei, contra o Buffon, contra a Juventus nos quartos de final da Champions… Provavelmente um dos melhores golos de sempre no futebol".