Grande Futebol
"O empate não foi mau, mas é injusto face à caminhada do Vitória"
2019-11-06 19:05:00
Ivo Vieira lamenta falta de eficácia frente ao Arsenal

O treinador do Vitória de Guimarães, Ivo Vieira, apontou a eficácia "defensiva e ofensiva" como o fator que conduziu ao empate do Vitória de Guimarães com o Arsenal, numa partida em que os minhotos criaram, "mais uma vez", mais situações de golo do que o adversário.

"Temos de valorizar o que a equipa fez. Hoje, traduziu-se num ponto. Os jogadores foram fantásticos na abordagem ao jogo. É de louvar os vitorianos que estiveram aqui, a apoiar e a tentar alavancar a nossa estrutura. O que a equipa fez hoje merecia mais em termos de resultado. O empate não foi mau, porque é o primeiro ponto, mas é injusto face ao que tem sido a nossa caminhada", frisou o técnico, no comentário ao jogo.

Realçando que "o Vitória joga muito", Ivo Vieira assumiu a intenção de "fazer a equipa crescer" nas competições europeias.

"Se juntarmos toda a equipa e o treinador, provavelmente ninguém tem mais de oito ou nove jogos na Europa" lembrou: "A equipa tem encarado todos os adversários, teoricamente mais fortes, de igual para igual, e não foi inferior a nenhum. Agora, temos falhado nas bolas paradas e na finalização. É importante somar pontos, mas também é preciso os jogadores crescerem. E para se estar de novo na Liga Europa é preciso fazer um trabalho muito bom no campeonato".

Segue-se agora o rival SC Braga, num encontro para a I Liga.

"É um outro jogo, em que queremos jogar para ganhar. É um jogo diferente. Hoje, a equipa teve um comportamento excecional. Vamos tentar repetir a qualidade de jogo, mas conseguir a vitória. Vamos lutar para conquistar os três pontos no próximo jogo em casa", prometeu.

"Queremos sempre atacar a baliza do adversário e jogar para ganhar todos os jogos. O Vitória apresentou-se em todos os jogos com boa qualidade de jogo, mas há diferenças de orçamento que podem fazer a diferença em termos de execução. Por norma, os clubes da Liga dos Campeões têm melhores executantes do que os da Liga Europa. O Vitória não tem condições para investir 15 milhões num jogador, mas tem condições para lutar pela vitória. Cada jogador tem duas pernas e dois braços", concluiu Ivo Vieira.