Grande Futebol
O eclipse de Drenthe numa lista de onze casos de insucesso pós Europeu Sub-21 [1/12]
2017-06-29 11:00:00
Dez anos após a conquista holandesa, são muitos os exemplos de jogadores que não conseguiram vingar ao mais alto nível

Espanha e Alemanha vão disputar na sexta-feira a final do Europeu Sub-21, graças a equipas recheadas de talento, uns em potencial e outros já confirmados, como o caso de Saúl, já habituado à alta roda do futebol europeu. Contudo, brilhar nesta competição nem sempre significa ter a certeza de uma carreira competitiva ao mais alto nível. Que o diga a seleção holandesa que ganhou esta mesma prova em 2007, onde despontavam inúmeros craques em potencial que, volvidos dez anos, acabaram por se eclipsar.

Esse torneio, que foi disputado na Holanda, e que permitiu à “laranja mecânica” renovar o título conquistado em 2006 no nosso país, também revelou alguns jogadores que acabaram por confirmar o potencial e atingir carreiras de destaque. O italiano Chiellini, os belgas Vermaelen, Vertonghen, Fellaini e Witsel, os sérvios Ivanovic e Kolarov, os ingleses Baines e Ashley Young ou os portugueses Nani e João Moutinho, que falharam a qualificação da equipa das quinas para os Jogos Olímpicos de 2008 no desempate por penáltis frente à Itália, depois de eliminados na fase de grupos, foram alguns dos exemplos de craques revelados.

No entanto, o caso de Drenthe é mais marcante. Foi ele o jogador em destaque no Europeu’2007, apresentando-se em grande forma, conduzindo a Holanda ao título e sendo aclamado como melhor jogador do torneio. Na altura, com 20 anos, despertou a cobiça de meia Europa, acabando por ser contratado logo pelo Real Madrid. Mas nunca passaria de uma eterna promessa, não voltando a mostrar a magia que mostrou ao serviço dos sub-21 holandeses.

A própria seleção holandesa foi um berço de talento desperdiçado. Aliás, dessa seleção apenas Ryan Babel, o homem do jogo na final frente à Sérvia, conseguiu fazer carreira ao mais alto nível, ainda assim com algumas dificuldades pelo meio. E não foram muitos os que chegaram a internacionais pela seleção principal. Olhando para a competição deste ano, existem vários jogadores de créditos já firmados e que, à primeira vista, parece ser difícil caírem no abismo de uma carreira perdida. Ainda assim, só o tempo mostrará quem seguirá o exemplo de Drenthe e dos holandeses campeões de 2007 ou quem vingará o potencial que possui.

Veja as páginas seguintes para conhecer a lista de onze “flops” saídos do Europeu Sub-21 de 2007.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa