Grande Futebol
Neymar à flor da pele, Musa 'inspira' Messi e a revolta 'kosovar'
2018-06-23 10:30:00
As lágrimas de Neymar no final do jogo com a Costa Rica correram a imprensa internacional

O Brasil sofreu para somar a primeira vitória no Mundial 2018, diante a Costa Rica, e a imprensa internacional é reflexo disso mesmo. "Ufa! Brasil sofre muito, pressiona, mas supera a Costa Rica com golos nos acréscimos de Coutinho e Neymar", escreve o Lance que questiona se o escrete, depois deste triunfopor 2-0, conseguirá embalar para um resto de Campeonato do Mundo condizente com o estatuto com que chegou à Rússia, de uma das principais favoritas à conquista do ceptro mundial: "Agora vai?". O sofrimento do Brasil no jogo com a Costa Rica foi de tal modo que no final do jogo Neymar não evitou a descarga emocional ajoelhando-se em pleno relvado a chorar convulsivamente. "Psycho Neymar", titula o Corriere dello Sport que fazendo o paralelo com o drama de Messi diz que este Mundial está a ser vivida com grande tensão emocional, sobretudo por parte das duas estrelas sul-americanas. O "L´Equipe" fala mesmo "à flor da pele" referindo-se ao estado emocional de Neymar no final da partida.

Ainda em relação ao respirar de alívio do Brasil, num triunfo arrancado a ferros, o "Mundo Deportivo" puxa a brasa à sardinha e diz que Coutinho, jogador do Barcelona, foi o MVP do jogo. "Voltou a ser o melhor. O golo dele aos 91 minutos libertou o Brasil no dia em que o VAR desmascarou Neymar". O "Sport" vai pelo mesmo registo: "Estrela Coutinho. Outra vez decisivo com o Brasil". Quanto aos jornais de Madrid, o "as" diz que Keylor Navas, guarda-redes da Costa Rica, sai do Mundial "pela porta grande", enquanto a "Marca" não dá grande destaque aos jogos de ontem na primeira página, optando por uma entrevista exclusiva a Kovacic, jogador do Real Madrid, e que está no Mundial em representação da Croácia. "Quero jogar mais e o melhor é ir-me embora do Real Madrid".

A vitória da Nigéria sobre a Islândia por 2-0 sob a inspiração de Musa, autor dos dois golos, deu um jeitão à Argentina que ainda tem hipóteses de se qualificar para os oitavos de final. Os argentinos vão defrontar a Nigéria e uma vitória dá-lhes a passagem à fase seguinte. O "as" dá disso conta: "Nigéria dá vida a Messi e à Argentina. A Albiceleste está obrigada a ganhar aos africanos e ter maior difeença de golos com a Islândia se esta derrotar a Croácia". Para o "Mundo Deportivo, Musa "salvou a cabeça de Sampaoli", selecionador cuja saída em pleno Mundial já estava a ser equacionada depois do descalabro com a Croácia.

No último jogo do dia, a Suíça derrotou a Sérvia por 2-1, depois de ter estado a perder. Xhaka e Shaqiri são os destaques da imprensa, com o "As" a destacar o homem do jogo: "Shaqiri fulmina a Sérvia", escreve aquela publicação que destaca o facto de ter sido a primeira remontada do Mundial. A "Gazzetta dello Sport" destaca o conflito entre Sérvia e Kosovo como pano de fundo ao duelo com a Suíça, face às origens de Behrami, Xhaka e Shaqiri, os dois últimos protagonistas da "revolta" que garantiu o triunfo helvético.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa