Grande Futebol
"Não convém ir com muita sede ao pote" contra o Arsenal, avisa Ivo Vieira
2019-11-05 13:25:00
Vimaranenses recebem Arsenal na quarta-feira às 15h50

Na antevisão da receção ao Arsenal, a contar para a quarta jornada da Liga Europa, Ivo Vieira salientou que a equipa vitoriana não pode ficar a recordar a exibição no Emirates, que foi elogiada mas que ainda assim terminou com derrota. 

"Não podemos viver à sombra do que fizemos na casa no Arsenal, ficou um sabor amargo, mas saímos satisfeitos com a exibição e amanhã vamos ter um Arsenal mais precavido. Pode ser um jogo mais difícil pelo espírito que se ganhou", afirmou o treinador da equipa portuguesa, em conferência de imprensa.

Ivo Vieira referiu ainda que aos jogadores do Vitória de Guimarães "não convém ir com muita sede ao pote". Pois isso pode "permitir que o Arsenal possa fazer do seu jogo um momento complicado para nós".

Apesar do horário do encontro, o ‘timoneiro' dos minhotos pediu o apoio dos adeptos vitorianos, mas alertou também para o entusiasmo que o jogo em casa pode causar nos mesmos, tendo pedido uma equipa a "atacar" e a "dar qualidade ao jogo", mas também a "definir bem cada momento do jogo" para se resguardar do poderio ofensivo londrino.

Ivo Vieira considerou ainda que a pontuação, perante o futebol exibido e as oportunidades criadas nos três jogos do grupo – perdeu também com Standard de Liège (2-0) e Eintracht Frankfurt (1-0) -, é "injusta", mas lembrou que a equipa atravessa uma "fase de crescimento", com jogadores inexperientes na Liga Europa, na sua maioria.

O conjunto de Guimarães já sofreu golos de bola parada em nove dos 21 jogos oficiais - em Londres, a reviravolta do Arsenal ganhou forma com dois livres diretos de Nicolas Pépé -, com Ivo Vieira a admitir o problema, mas também a falta de tempo para o resolver, tendo em conta a "carga de jogos" que se abate sobre a equipa desde o início da época.

Ao lado do técnico, de 43 anos, na sala de imprensa do Estádio D. Afonso Henriques, o avançado Bruno Duarte, autor de um dos golos em Londres, lembrou a "sensação amarga" vivida após esse jogo, observando que "não basta jogar bem" para derrotar um adversário "grande".

"Temos de ter o cuidado possível. Não podemos sofrer golos e temos de estar preparados para os fazer. O trabalho está a ser muito bem feito para procurar a vitória", afirmou o dianteiro brasileiro, de 23 anos.

O Vitória de Guimarães, quarto classificado do grupo F, sem pontos, recebe os ingleses do Arsenal, líderes, com nove, em jogo da quarta jornada, agendado para as 15:50 de quarta-feira, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, com arbitragem do turco Halis Ozkahya.