Grande Futebol
"Loco" Abreu leva a alcunha à letra e atira mesa aos adeptos do próprio clube
2018-04-30 18:30:00
Sem golos em dez jogos pelo Audax Italiano e sem ser titular, Sebastián "Loco" Abreu voltou a protagonizar polémica.

Sebastián Abreu tem alcunha de “loco”, ou louco, em bom português, e ao longo dos anos tem aperfeiçoado a arte de o levar à letra. O mais recente episódio negativo da carreira teve lugar na última partida do Audax Italiano, clube que representa, diante do Antofagasta. A crise de resultados do clube de Abreu continuou após o jogo acabar empatado sem golos e o avançado não foi de modas quando estava a ser assobiado e insultado pelos próprios adeptos: perdeu a cabeça e com os nervos em franja ‘vingou-se’ ao pegar numa mesa que estava próxima e tentou acertar nos aficionados que estavam nas bancadas do estádio.

O jogador uruguaio era um dos protagonistas mais revoltados no fim do encontro, principalmente devido à arbitragem, com o árbitro a dar o apito final num momento em que o Audax estava perto do golo, num lance de contra-ataque. Depois de dar a entender toda a infelicidade com as decisões do juiz, irritou-se igualmente com os insultos dos adeptos da própria equipa e agarrou o objeto que tinha mais à mão no relvado para o lançar. Ainda assim, não há informações de qualquer ferido deste episódio de “loucura” de Sebastián Abreu.

A frustração de Abreu pode ter muitas explicações. Pode ser devido à fase negativa que o Audax Italiano está a atravessar na Liga Chilena, numa série de oito encontros consecutivos sem conhecer o sabor da vitória, que resulta num 14.º lugar, ou seja, antepenúltimo no campeonato. Pode também ser pela perda de titularidade que teve desde o início da liga do Chile, que começou como opção inicial no ex-clube, o Puerto Montt. Há sete partidas consecutivas do Audax que Abreu vai a jogo saído do banco de suplentes e antes desta senda tinha sido suplente não utilizado num jogo. Antes deste registo, o atacante de 41 anos tinha sido titular em 16 compromissos seguidos. E pode ser até pela falta de golos… situação que atormenta o sono de qualquer avançado que se preze. Abreu ainda não conseguiu festejar golos da sua autoria desde que veste a camisola do Audax Italiano.

Abreu assinou pelo Audax em dezembro de 2017, transferência que fez com que entrasse… no livro de recordes do Guinness. Aos 41 anos, o avançado uruguaio já representou 26 clubes em toda a carreira, mais do que qualquer outro futebolista profissional. Ao 26.º pode seguir-se um regresso ao sítio onde foi mais feliz no mundo do futebol. Os adeptos do Botafogo, clube no qual Abreu fez 62 golos em 105 jogos, querem que o atacante volte ao emblema brasileiro para terminar a passagem pelo desporto rei. “Por que não leva em consideração uma despedida com a camisa do fogão? Pode ser um jogo festivo ou um contrato curto para o Carioca, não sabemos ainda, mas uma coisa é certa. Você será abraçado pela nossa torcida como realmente merece”, pode ler-se num blog de aficionados do Botafogo, questionando o “ídolo”.

Depois da tempestade, “Loco” Abreu já reagiu à situação, recorrendo ao humor. O uruguaio recorreu às redes sociais para publicar uma fotografia ao lado de Sebastian Flores, também futebolista e amigo dele. Os dois surgem sentados à mesa e Abreu aproveitou para dizer: “a quem tiver dúvidas, esta mesa está aparafusada”.

Sê o primeiro a comentar: