Grande Futebol
“Em Espanha pensaram que o Covid-19 era uma brincadeira”, diz Rui Silva
2020-03-25 18:40:00
O ex-guarda redes do Nacional lamenta que o povo espanhol não tenha dado o devido valor a este assunto

O guarda-redes do Granada, Rui Silva, falou sobre o surto do Covid-19 em Espanha e afirma que as pessoas não deram o devido valor a este assunto.

Em entrevista ao programa ‘Bola Branca’, da Rádio Renascença, o ex-jogador do Nacional garante que os espanhóis pensavam que o coronavírus “era uma brincadeira”.

“As pessoas desleixaram-se e não se precaveram. Pensavam que isto era uma brincadeira, que era um vírus sem significado. No início, as pessoas facilitaram nesse sentido e, quando deram por si, já havia muita gente infetada e o contágio é a um ritmo muito elevado. As medidas tomadas foram decretadas muito tarde e os números falam por si”, afirmou Rui Silva.

Numa altura em que os jogadores são obrigados a trabalhar por casa, o guarda-redes de 26 anos assume que é complicado manter a forma física.

“É complicado porque estamos habituados a ter o nosso ritmo, o nosso dia-a-dia. Aqui em casa tento treinar todos os dias, mas não é a mesma coisa, sobretudo para os guarda-redes, que é um trabalho especifico”, lamentou.

Com esta pandemia, praticamente todos os campeonatos estão parados, o que implica a não entrada de receitas, essenciais para a sobrevivência dos clubes.

Rui Silva garante que o Granada ainda não contactou os jogadores para perceberem da disponibilidade dos mesmos para baixarem os seus salários, mas, caso isso aconteça, o atleta irá aceitar a decisão.

“Faz todo o sentido. Sei que é complicado e todos nós gostamos de chegar ao fim do mês e ter o nosso salário. Esta crise está a afetar muito a economia e é normal que os clubes se possam ressentir disso”, concluiu.