Grande Futebol
Do Famalicão para a seleção: Deni Hocko, "o médio que contagia" tudo e todos
2018-05-23 18:20:00
João Tomás faz o retrato do jogador que encantou o selecionador de Montenegro

Chegou a Famalicão a 21 de julho de 2017 e pouco meses bastaram para encantar tudo e todos ao ponto de ter sido chamado esta quarta-feira à seleção principal do Montenegro. Deni Hocko, de 24 anos, integra a lista de convocados de Ljubisa Tumbakovic para os jogos de carácter particular frente à Bósnia e Herzegovina, na segunda-feira, e perante a Eslovénia, a 2 de junho, ao lado de estrelas como Savic ou Marusic (Jovetic está lesionado). Foi, assim, com natural agrado que João Tomás, diretor desportivo dos famalicenses, recebeu a notícia da chamada do médio. "É um momento marcante para o jogador e também para o clube", afirmou ao Bancada o dirigente da equipa da Segunda liga, sustentando: "Esta convocatória significa que conseguimos ter nos nossos quadros jogadores de qualidade, com capacidade para serem chamados às suas seleções. Congratulamo-nos com a chamada do Deni, que fez por merecer o sucesso."

João Tomás nem hesitou quando viu o jogador no último verão. "Foi uma contratação fácil de fazer. Assim que tivemos acesso, assim que tivemos oportunidade de ver as suas características conseguimos perceber que era um jogador acima da média", recorda, definindo o Deni Hocko: "É um médio que faz todas as posições no meio campo, polivalente, com grande capacidades físicas e técnicas. A grande virtude é a entrega que consegue transmitir e a mensagem que passa aos colegas pela disponibilidade que evidencia. É um jogador contagiante."

O antigo ponta-de-lança do Benfica destaca não só as "qualidades físicas e técnicas" de Deni Hocko, como também as humanas. "Trata-se de um jovem jogador, um miúdo simpático, trabalhador, humilde, que tem características importantes também enquanto pessoa."

Hocko realizou 38 jogos e apontou um golo, na vitória de 2-0 sobre o Gil Vicente, com a camisola do Famalicão, que terminou a época no 14º lugar da segunda liga. O montenegrino foi titular no jogo frente ao Sporting que acabou por ditar o afastamento da equipa nortenha da Taça de Portugal, como consequência dos remates certeiros de Coates, aos 65 minutos, e Bas Dost, a nove minutos do final.

O médio, que fez percurso nas seleções mais jovens do Montenegro, nos sub-17, sub-19 e sub-21, começou a carreira nas camadas jovens do Lovcen, transferindo-se depois para o FK Buducnost Podgorica, onde esteve três temporadas. Ainda começou a quarta época, mas depois de fazer dois jogos, surgiu o interesse do Famalicão e o centro-campista rumou a Portugal. "É uma oportunidade para evoluir como jogador e num clube que me apresentou condições para fazer essa evolução. Sei que o campeonato é competitivo, mas estou cá para trabalhar e poder mostrar-me no futebol português", referiu o jogador no dia em que assinou por duas temporadas com os famalicenses.

 

Sê o primeiro a comentar: