Grande Futebol
Deputado de Macau pede à FIFA reagendamento do jogo contra Sri Lanka
Mauro
2019-06-20 14:15:00
Associação de Macau bloqueou a realização por "razões de segurança"

Um deputado de Macau pediu hoje ao organismo máximo do futebol mundial, a FIFA, que discuta com as federações do território e do Sri Lanka o reagendamento do segundo jogo de qualificação para o Mundial de 2022.

A partida, prevista para 11 de junho, nunca chegou a ser disputada, depois de a Associação de Futebol de Macau (AFM) ter bloqueado a viagem dos jogadores a Colombo, alegando “razões de segurança”.

Numa carta enviada ao presidente da FIFA, Gianni Infantino, o deputado Sulu Sou apela ao organismo que chegue a um acordo para a realização da partida, juntamente com a Confederação Asiática de Futebol (AFC, na sigla inglesa) e as federações locais.

A seleção de Macau partiria em vantagem para a segunda mão da pré-eliminatória asiática, depois de ter ganho em casa 1-0, num jogo realizado na província chinesa de Zhuhai, adjacente ao território.

Na carta endereçada a Infantino, o mais novo deputado de Macau salienta que a decisão da AFM desiludiu não só os jogadores – que pela primeira vez teriam hipótese de passar à fase seguinte da qualificação – mas a população em geral.

“Muitos jogadores, treinadores, adeptos de futebol e cidadãos estão muito insatisfeitos com a decisão [da AFM]. Acreditam que é um desrespeito pela equipa de Macau e destrói o trabalho árduo e os sonhos dos jogadores”, assinalou o deputado pró-democracia.

A decisão da AFM foi conhecida no dia 08 e reiterada no dia 09 de junho, apesar da desilusão generalizada dos jogadores, que chegaram a assumir total responsabilidade pela própria segurança na deslocação ao Sri Lanka.

Sulu Sou refere ainda, na mesma carta, que “48 jogadores da equipa de Macau solicitaram à AFM que retirasse a decisão”, com a ameaça que deixariam de representar o território em futuros jogos.

No passado domingo, um jogo para a Taça de Macau terminou com 39 golos (21-18), um resultado que Sulu Sou vê como um protesto dos jogadores contra a decisão da AFM.

A decisão final sobre o jogo entre o Sri Lanka e Macau ainda está por anunciar, de acordo com a Confederação Asiática de Futebol.

Macau está em 183.º lugar do 'ranking' da FIFA, enquanto o Sri Lanka é o 202.º da lista com 211 seleções.

O Mundial2022, a disputar no Qatar, vai ser o segundo na Ásia, depois do Coreia/Japão de 2002, e deverá ser o último com 32 seleções, já que em 2026 vai contar com 48 nações.

Os recentes ataques terroristas e razões de segurança foram as justificações dadas pela Associação de Futebol de Macau para não se deslocar ao Sri Lanka, sob tensão desde os atentados de 21 de abril, quando 258 pessoas morreram em ataques suicidas contra três igrejas e três hotéis.