Grande Futebol
Dembélé: o erro de casting e as birras que valem 105 milhões
2018-11-18 15:20:00
O jovem francês tem sido mais problema e menos solução no FC Barcelona

As birras e a falta de atitude profissional de Ousmane Dembélé desde que chegou a Nou Camp têm criado algum mal estar entre o clube catalão e o jogador que custou mais de 100 milhões de euros ao FC Barcelona. Um dos efeitos imediatos tem sido o facto de o jogador ter perdido o lugar no onze inicial. Mas estará o Barça na disposição de abrir mão do jogador que contratou, há 18 meses, para ocupar o lugar de Neymar?

As coisas até começaram bem e houve quem dissesse que o clube e jogador eram feitos um para o outro. Dembélé é um jogador rápido, com uma técnica acima da média, faro pelo golo e é muito competente com os dois pés. Estas características fizeram-nos crer que Dembélé era uma peça que encaixaria na perfeição num ataque que já contava com Lionel Messi e Luis Suárez.

Antes de se mudar para Barcelona, Ousmane Dembélé havia sido distinguido, na sua primeira temporada ao serviço do Borussia Dortmund, com o prémio de Melhor Estreante Bundesliga, Marcou onze golos e assistiu para 20. Nada mau. Tais exibições fizeram de Dembélé um dos jovens mais apetecíveis do futebol europeu. O que terá, então, corrido mal com o jogador que foi da equipa de reservas do Rennes - da quinta divisão francesa - ao FC Barcelona em menos de dois anos?

Ora bem, há quem diga que a transferência para o FC Barcelona aconteceu um nadinha cedo demais. É que fazer parte de uma equipa da liga francesa ou ser uma das peças de um conjunto como o Dortmund não é exatamente a mesma coisa do que substituir Neymar num dos mais exigentes clubes do Mundo. Ainda para mais quando ao lado tem Lionel Messi.

Para agravar a situação, Oumane Dembélé deparou-se com alguns problemas físicos na sua primeira temporada com as cores do FC Barcelona. A lesão não ajudou o jovem francês no seu período de adaptação e a exigente massa adepta dos catalães começaram a desconfiar do jogador que havia custado 105 milhões de euros.

Dembélé estreou-se com a camisola do FC Barcelona numa partida diante do Espanyol, a 9 de setembro de 2017. Saiu do banco de suplentes já perto do final do encontro. Uma semana depois foi titular frente ao Getafe CF, mas o infortúnio bateu à porta de Dembélé quando estavam jogados apenas 25 minutos dessa partida. Uma lesão muscular obrigou o jovem francês a uma paragem forçada que o afastou dos relvados durante quatro longos meses.

Depois do regresso em janeiro, Ousamane Dembélé realizou quatro partidas até se lesionar outra vez. A mesma lesão. Desta feita, o tempo de recuperação foi mais curto e em fevereiro, Dembélé jogou os 90 minutos na vitória categórica diante do Girona FC. Até jogou cerca de uma hora na vitória do Barça sobre o Chelsea (3-0), para a Liga dos Campeões, tendo, inclusive, marcado um golo.

Na realidade, Ousmane Demebelé até terminou a temporada passada em muito bom plano. Tendo superado a lesão que o apoquentou nos primeiros tempos de Braça, o francês conquistou um lugar no ataque do conjunto liderado por Ernesto Valverde. Não se "encolheu" com a chegada de Philippe Coutinho - vindo do Liverpool FC - em janeiro e estabeleceu-se como titular. Tanto assim foi, que por breves momentos, fez esquecer os 105 milhões que o Barça pagou pelo seu passe.

Mas a coisa não é assim tão simples.

Chegou o verão e o Mundial da Rússia, e questões relacionadas com o comportamento de Ousmane Dembélé começaram a ser levantadas. Para começar, o jovem não deixou lá grande imagem pela forma como saiu do Borussia Dortmund na temporada anterior. Dembélé recusou-se a treinar até que o clube alemão aceitasse negociar com o FC Barcelona. Houve quem não gostasse da atitude de Dembélé. Por exemplo, Didier Deschamps, o selecionador francês.

"Foi um comportamento inaceitável", começou por dizer Deschamps em entrevista ao jornal alemão "Sport Bild", tempos antes da participação francesa no Mundial da Rússia. "A atitude de Dembélé causou problemas em Dortmund, para os colegas de equipa e para a seleção nacional. Eu não o podia convocar para a seleção porque ele não estava a treinar. É uma atitude que não podemos tolerar nos nossos jogadores", atirou Deschamps.

Um ano antes, dir-se-ia que Dembélé seria um dos principais jogadores da seleção francesa no Mundial. Talvez, até, um nível acima de Mbappé. A verdade é que o atacante do Paris Saint-Germain realizou um excelente Mundial, marcou quatro golos - um deles na final diante da Croácia - e arrecadou o Prémio de Melhor Jogador Jovem. Enquanto isso, Dembélé jogou apenas três minutos na fase a eliminar da competição que a França viria a ganhar.

À frente de Dembélé, no ideal do selecionador francês, estavam Blaise Matuidi, Corentin Tolisso. No ataque Mbappé e Antoine Griezmann eram, simplesmente, indispensáveis. Mas não foi apenas na seleção que Dembélé se viu ultrapassado.

O jovem francês encontrou, esta temporada, problemas semelhantes na equipa do FC Barcelona. Ernesto Valverde tem optado por uma frente de ataque com Messi, Suarez e Coutinho, com Ivan Rakitic e Arthur no papel de centro-campistas, apoiados pelo titularíssimo Sergio BUsquets. Dembélé tem lutado com Rafinha e Malcolm para ser visto como a principal alternativa quando são necessárias mexidas na equipa.

A verdade é que a atitude de Dembélé, fora dos relvados, tem-no colocado em problemas. O jovem francês chega recorrentemente atrasado aos treinos o que tem enfurecido alguns dos jogadores mais experiente do plantel do FC Barcelona. Dembélé chegou meia-hora atrasado a uma reunião da equipa antes do jogo com o Inter Milão para a Liga dos Campeões. Mais recentemente, o jovem francês faltou a um treino, sem avisar, alegando ter problemas estomacais. A coisa não caiu bem entre os responsáveis do clube catalão.

Rumores dão conta de que o FC Barcelona possa estar interessado em vender Ousmane Dembélé. A ideia de perder um dos jogadores mais talentosos do panorama futebolístico europeu não agrada o clube catalão, mas os responsáveis blaugrana não quererão colocar em causa os valores do clube e talvez a venda seja uma forma de evitar males maiores. Interessados não faltam e já se diz que o Liverpool FC pode mesmo ser o próximo destino de Dembélé.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa